2020 é um ano que, sem sombra de dúvidas, já entrou para a história. Nunca se imaginou que a vida e a rotina das pessoas pudessem mudar de forma tão extrema, por conta de um ser microscópico: o coronavírus. E a rotina dos estudos é uma das que foi mais afetada por toda essa situação.

De repente, nos vimos forçados a desacelerar, a permanecer mais tempo em casa, e a palavra de ordem passou a ser “reinventar”. Mudamos nossa forma de consumir, de se relacionar com o outro, enfim, de viver.

Assim como em todas as demais áreas da vida, na educação, as mudanças também chegaram com tudo. Devido às recomendações das autoridades competentes de afastamento social e ao fechamento das escolas, 48,7 milhões de estudantes brasileiros foram afastados da escola, neste ano. O que levou à reflexão sobre como driblar a distância quanto a sala de aula.

Os professores precisaram se adaptar às novas formas de dar aula, inserindo câmeras, microfones, gravação e edição de vídeos na sua prática docente. Enquanto isso, os pais e responsáveis precisaram passar a lidar com a responsabilidade de não deixar que os filhos se afastassem dos estudos, ainda que estando fora da sala de aula.

Orientar os estudos em casa é um desafio tanto para os pais quanto para os responsáveis? Não há dúvidas. Famílias, em sua maioria, sem conhecer técnicas pedagógicas, precisam conciliar o acompanhamento das aulas on-line dos filhos às atividades diárias da casa e do trabalho.

Porém, existem formas de fazer com que esse desafio se torne mais fácil de encarar. Assim, listamos, aqui, 10 dicas valiosas para que você, pai, mãe ou responsável, acompanhe a vida acadêmica do seu filho nesse período de pandemia, conciliando essa atividade com seus demais afazeres diários.

Se interessou? Continue a leitura!

Dica 1: estabeleça e siga, na medida do possível, uma rotina com seus filhos

Mantenha horários relativamente fixos para:

  • Dormir;
  • Acordar;
  • Fazer as refeições;
  • Fazer a higiene pessoal;
  • Realizar atividades de lazer;
  • E claro, estudar.

Se esses horários forem próximos aos realizados antes da pandemia, tanto melhor, para que a sensação de mudança no dia a dia seja menor. Além disso, rotina passa segurança, organização, o que contribui para a saúde mental. E sabemos que a saúde mental é essencial para atravessar bem a fase em que estamos.

Dica 2: conheça a plataforma em que as aulas online serão realizadas

Esse ponto é importante para evitar imprevistos quando as aulas iniciarem. Revise também:

  • Equipamentos;
  • Câmera;
  • Microfone;
  • Conexão com a internet;
  • Luminosidade do ambiente;
  • Ruídos externos.

Além disso, deixe os materiais necessários para a aula separados e organizados. Esse preparo prévio evita correrias e imprevistos quando a aula já está em andamento. Evitando, também, distrações e perda de conteúdo.

Dica 3: não cobre estudos além da conta

Lembre-se de que enfrentar uma pandemia não é fácil para ninguém. E isso não é diferente para as crianças e para os jovens. Dedicação e disciplina são muito importantes, mas moderação também é. Apoio é fundamental para um aprendizado eficaz, efetivo e saudável.

Dica 4: esteja atento ao comportamento da criança ou do jovem

Aulas on-line e distanciamento social podem não fazer bem para todos. Muitas vezes, a falta de interação física com os colegas e professores, cujas imagens ficam restritas à tela do computador ou do celular, pode causar efeitos emocionais negativos ao estudante. Desse modo, caso perceba algo nesse sentido, não hesite em procurar apoio da escola e de um profissional de saúde, se for necessário.

Dica 5: elabore um cronograma de entrega de atividades e trabalhos

Por não estarem habituados a estarem de forma tão próxima a vida escolar dos filhos, é possível que os pais e responsáveis se percam em alguns prazos, o que se aplica às avaliações. Então, manter tudo documentado pode ajudar muito nos momentos em que a memória falhar.

Dica 6: dê autonomia, sobretudo aos estudantes mais velhos

Acompanhamento dos pais e responsáveis é muito importante, mas é fundamental também delegar responsabilidades aos estudantes sobre sua própria vida escolar. Você pode, se for o caso, realizar suas tarefas de home office, ao mesmo tempo em que seu filho realiza as atividades on-line. Dessa forma, você lhe dará autonomia, permanecendo por perto.

Dica 7: estimule e elogie

O aprender por meio de plataformas on-line não é nada simples. Muitos estudantes estão tendo contato com essa modalidade de estudo pela primeira vez, o que, portanto, é um desafio.

Assim, nunca deixe de dizer ao seu filho que você vê e reconhece seus esforços, e que o compreende em suas dificuldades. Além disso, não deixe de aplaudir e valorizar as pequenas vitórias do dia a dia.

Dica 8: respeite os intervalos dos estudos

Longos períodos em frente ao computador, além de ser extremamente cansativo, é altamente prejudicial à saúde. Sobretudo, à saúde dos olhos.

Por isso, estabeleça horários de estudo que não sejam muito longos. De preferência, que sejam horários menores que os períodos realizados no modo presencial.

Assim, permita e incentive que seu filho faça intervalos, incluindo pausa para lanches. Você pode, então, caso julgue interessante, combinar seus horários de pausa de home office às pausas de estudo do seu filho.

Dica 9: evite permitir que o seu filho utilize a internet para outros fins durante o período de estudo ou de participação nas aulas on-line

Isso atrapalha muito a concentração e a participação nas aulas. Desse modo, é importante, inclusive, desligar avisos e notificações que possam desviar a atenção do estudante.

Dica 10: lembre-se de que existem muitos meios de aprendizagem

Sentar-se em frente a uma tela todos os dias, de fato, não é a única forma de aprender. Atividades simples do dia a dia, como cozinhar, realizar trabalhos manuais, plantar, ler, brincar, bem como assistir a filmes e séries e ouvir música também podem ensinar muito. Então, por que não valorizar também esses outros meios de aprendizado?

Essas medidas, se adotadas, respeitando, contudo, as individualidades de cada família, com certeza serão muito úteis para tornar mais agradável a sua experiência de orientação do seu filho. Aliás, lembre-se de que essa situação não é eterna, e de que calma e serenidade são fundamentais para enfrentar as adversidades da vida.

Visite nosso site e aproveite para conhecer nossos cursos de Graduação, Pós-Graduação, Extensão Acadêmica e Treinamentos Corporativos! Acesse nosso blog para mais dicas!!


1 comentário

Gleison · 27/11/2020 às 17:51

Parabéns à Faculdade Sensu por sempre respeitar a diversidade!

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.