O Goiânia Art Déco Festival 2020 foi realizado pela Faculdade Sensu. Em uma sucessão de 3 dias, houveram rodas de conversa e momentos culturais

O Goiânia Art Déco Festival 2020 ocorreu dos dias 16 a 18 de setembro, com realização e patrocínio da Faculdade Sensu e realização Onygo Turismo, dando ênfase ao patrimônio histórico Art Déco de Goiânia. Deste modo, como o nome diz, o foco do evento deu-se sobre a revitalização deste acervo arquitetônico e do Centro da capital.

Em resumo, a primeira noite de encontros – virtuais – foi mediada por Leandra Brito arquiteta da Secretaria Municipal de Cultura de Goiânia (Secult/Goiânia). “O evento foi de grande excelência com participantes que abraçam a causa e temas muito interessantes e de fácil compreensão para os espectadores. Para mim é sempre um privilégio participar, contribuir de alguma forma para um evento essencial e único nesse caráter”.

A arquiteta, atuante na administração pública, relata que ela e seus colegas fazem “tudo que está ao alcance pelo patrimônio e pelos proprietários de bens históricos”. “Minha gratidão a todos os colaboradores e à Faculdade Sensu por essa oportunidade tão importante para nossa cultura”, afirma Leandra.

Posteriormente, a segunda e a terceira noites foram mediadas por Ricardo Ramos coordenador do festival, arquiteto, professor e mestre em Planejamento Urbano. “Foram três noites de emoções. Nos últimos dias, as conversas foram mais acadêmicas e pontuais com seis convidados debatendo sobre o centro de Goiânia, seu patrimônio e Art Déco, tudo foi surpreendente”.

Esta foi a 3° edição do festival que é idealizado e coordenado pelo produtor cultural Gutto Lemes. Além de Ricardo, a coordenação do festival é composta por Rodrigo Lima mestre em turismo.

Os temas

Com uma divisão pensada de forma coesa e com interligação dos temas, o foco, na primeira noite, deu-se na rememoração dos antigos festivais, enquanto, no dia 17, o tema foi o Patrimônio Art Déco de Goiânia e a influência da arquitetura europeia nas Américas. Logo, entraram em cena os desafios de preservação de edifícios históricos tombados ou não.

Posteriormente, no terceiro dia, a temática se afunilou para questões de revitalização do acervo arquitetônico, sucateado, e do Centro da capital, região, por muitos, esquecida. “Uma das ideias é fomentar o Centro da Cidade”, diz Gutto Lemes.  

Convidados

Além de Leandra, o festival também trouxe nomes de peso para compor as rodas de conversa. No último dia, a arquiteta e urbanista Regina Faria do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU) e o engenheiro civil e pesquisador Wolney Unes, professor da Universidade Federal de Goiás (UFG) provocaram debate e reflexão.

Conforme Regina, o Conselho de Arquitetura e Urbanismo apoia e aplaude iniciativas como a do Goiânia Art Déco Festival. “Esse evento cumpre com o papel de refletir sobre a nossa memória arquitetônica e urbanística frente à identidade cultural. Estes valores são fundamentais a nossa comunidade”.

Igualmente, outros convidados de peso foram Braulio Ferreira professor do curso de Arquitetura e Urbanismo da UFG e Gustavo Neiva professor de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO). Braulio diz, em nome da Faculdade de Artes Visuais (FAV) da UFG, que é uma honra receber o convite para participar de um evento como esse, agradecendo também a iniciativa dos organizadores por mais uma edição do Festival Goiânia Art Déco.

Para Braulio, o evento é “importante e fundamental instrumento de educação e formação sobre este belo patrimônio da capital, do estado de Goiás e do Brasil”. “Trouxemos ótimos profissionais da área para que repassassem, a todos, experiências e informações valiosas sobre patrimônio e processos educativos”, diz Rodrigo Lima.

A escritora Cida Magalhães também compareceu no evento durante os momentos culturais, do dia 17 e 18, com a leitura de seu poema “Rosa Déco” e de “Oda al Pájaro Sofré”, do poeta chileno Pablo Neruda. Além disso, estiveram presentes nos momentos culturais musicais, o cantor e produtor musical Bororó Felipe e o cantor e compositor Renato Castelo. Conforme Ricardo, foi “salutar poder ouvir uma escritora e dois músicos, acalentando os nossos corações nestes tempos difíceis para todos.”

Festival on-line

O Goiânia Art Déco Festival 2020 ocorreu no Canal do Youtube da Faculdade Sensu. De acordo com Ricardo, o festival inovou outra vez. “Preocupados com o momento em que estamos vivendo e respeitando o distanciamento social realizamos o evento integralmente de forma remota, experiência única no mundo, solidificando assim a capital goiana como uma referência nas discussões sobre patrimônio e Art Déco no Brasil”.

De acordo com Leandra, o formato on-line do festival possibilitou a extrapolação do tema para além de Goiânia. “O que foi muito incrível para uma participação maior e para a promoção da cultura da nossa cidade”, diz a arquiteta e urbanista.

Para Rodrigo, o formato do evento, embora, diferente dos festivais anteriores, “foi incrível”. “Pudemos nos apresentar, mostrar quem somos, assim como, apresentar a nossa história e a nossa formação. Pudemos discutir nossos projetos e sonhos, tudo de forma remota”, diz o organizador.

Rodrigo aponta ainda que foi possível, no on-line, mostrar como poderia acontecer um processo de revitalização. “Eu só tenho a agradecer por toda essa oportunidade maravilhosa que tivemos esse ano. Muita gratidão a vocês da Faculdade Sensu e de todos que colaboraram e consumiram o projeto”.

Etapa final do evento

Ricardo relata ter se sentido feliz por realizar mais um Goiânia Art Déco Festival, mesmo que durante esses tempos. “Como um dos coordenadores do evento, junto com Gutto Lemes e Rodrigo Lima, agradeço a Faculdade Sensu e a todos os envolvidos pela oportunidade. Agora vamos já nos preparar para o próximo festival, que será em 2021”.

Já Rodrigo deixa seu recado de alerta, “precisamos continuamente de projetos agregados com multi disciplinas, como geografia e história da cidade, serviço social, arquitetura, design, artes visuais”. Rodrigo enfatiza que pesquisas são necessárias para que se possa conhecer a realidade do centro, seus moradores, seus empresários.

O Goiânia Festival Art Déco 2020 teve início no dia 16 e encerramento no dia 18 de setembro, oferecendo debates e reflexões sobre a história e memória do povo goiano por meio do patrimônio histórico da capital. Todos os inscritos no festival receberão certificado de participação no endereço eletrônico cadastrado no ato da inscrição.

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.