Visitar bibliotecas é sempre uma boa opção de passeio e pensando nisso fizemos  uma lista com algumas bibliotecas ao redor do mundo que é possível fazer um tour virtual parte II!

Algumas é possível acessar alguns itens dos acervos, então já se prepara para começar nosso tour do lar para o mundo e conhecer bibliotecas incríveis pelo mundo!!

1- Real Gabinete Português De Leitura – Rio De Janeiro | Brasil

Em primeiro lugar na nossa lista está localizada no Brasil e possui a maior e mais valiosa acervo de obras de autores portugueses fora de Portugal, com um acervo totalmente informatizado de aproximadamente 350.000 volumes.

A biblioteca recebeu de Portugal, a título de “depósito legal”, uma cópia das obras publicadas no país. Para além de Macau, que está agora sob a soberania da República Popular da China, mas que até há pouco tempo também beneficiava de “depósitos legais”, o Gabinete Real é o único órgão fora de Portugal, mantendo-se este privilégio.

Entre os livros mais raros da biblioteca está a edição “Princeps” de “Os Lusíadas”, de 1572, pertencente à “Companhia de Jesus”; as “Ordenações de Dom Manuel” por Jacob Cromberger, editadas em 1521; os “Capitolos de Cortes e Leys que sobre alguns delles fizeram”, editados em 1539; “A verdadeira informaçam das terras do Preste Joam, segundo vio e escreveo ho padre Francisco Alvarez”, de 1540.

Contém ainda manuscritos assinados de “Amor de Perdição”, de Camilo Castelo Branco e “Dicionário da Língua Tupy” de Gonçalves Dias, juntamente com centenas de cartas de escritores.

Acesse o tour virtual através do link:  https://bit.ly/3PbugG6 ou https://bit.ly/3FjuOVG 

2- Biblioteca De Mafra – Lisboa | Portugal

No final do século XVIII, os padres eram guardiões e bibliotecários responsáveis ​​pela classificação de livros, miniaturas, pergaminhos e manuscritos. Livros religiosos e sobre todos os assuntos do conhecimento como arquitetura, cartografia, matemática, anatomia, filosofia, direito, medicina e música formam uma das maiores coleção de literatura da humanidade.

Um ponto de curiosidade, são os livros guardados com a ajuda inusitada de uma colônia de morcegos que vive na biblioteca. À noite, esses animais voam e se alimentam de insetos nocivos que podem comer folhas de papel.

A biblioteca contém um volume da segunda edição de Os Lusíadas, de Luís de Camões, de 1520. O acervo também conta com incunábulos (obras impressas até 1500), a Famosa Crónica de Nuremberga (1493), a primeira Enciclopédia (de Diderot et D’Alembert ), uma cópia de De Humani Corporis Fabrica, é considerado o primeiro tratado sobre anatomia humana e ainda um importante núcleo de partituras musicais especialmente concebidos para o conjunto dos seis órgãos históricos da Basílica.

A coleção também é notável por preservar a maior coleção do mundo de livros banidos pela Inquisição.

Um dos relíquias que você encontrará é o Mutus Liber, uma das obras simbólicas mais importantes da tradição hermética medieval. Há também uma versão de 500 anos do Alcorão e uma Bíblia escrita em aramaico, hebraico, grego e latim, publicada em 1520, e outras edições históricas.

Muitos dos livros de Mafra acabaram nas mãos dos invasores brasileiros para uso da corte. O acesso aos livros pode ser feito para pesquisa e deve ser combinado previamente com bibliotecários locais.

Acesse o tour virtual através do link: https://bit.ly/3uvbwZX 

3- Biblioteca George Peabody – Baltimore | Estados Unidos

A Biblioteca George Peabody em Baltimore, Maryland, EUA data da fundação do Peabody Institute em 1857. Nesse ano, George Peabody, um filantropo nascido em Massachusetts, dedicou o Peabody Institute aos seus cidadãos Baltimore como agradecimento a sua gentileza e hospitalidade.

O Peabody Institute inclui uma biblioteca pública, sala de aula, conservatório de música e coleção de arte. O instituto é agora uma divisão da Universidade Johns Hopkins.

O Edifício da Biblioteca, inaugurado em 1878, é famoso por sua impressionante arquitetura de interiores. A sala Peabody Stack apresenta cinco níveis de pedra decorativa de ferro fundido e uma varanda que chega até a clarabóia, à 18,6m pés acima do solo.

A biblioteca inclui uma coleção de referência com mais de 300.000 títulos, a maioria dos quais datam dos séculos 18 a 20. Algumas das áreas mais importantes incluem coleções de arte, arqueologia e arquitetura britânicas, história britânica e americana, biografia, literatura inglesa e americana , línguas e literatura românticas, clássicos gregos e latinos, história da ciência, geografia, também como livros sobre exploração e viagens, incluindo uma grande biblioteca de mapas.

Acesse o tour virtual através do link: https://bit.ly/3DRDCS1  

4- BIBLIOTECA DE ALEXANDRIA – ALEXANDRIA | EGITO

A grande biblioteca de Alexandria foi fundada no século 3 aC, logo após a cidade ser fundada por Alexandre, o Grande. É considerado uma das maiores conquistas da antiga herança Alexandria e é creditado por preservar a maior parte do conhecimento do mundo antigo.

A Biblioteca de Alexandria foi uma das maiores bibliotecas do mundo antigo. O principal objetivo da fundação da Antiga Biblioteca de Alexandria foi preservar e difundir a cultura nacional. Continha livros retirados de Atenas. Há também matemáticos associados à biblioteca, como Euclides de Alexandria. A biblioteca tornou-se um importante centro para o comércio e produção de papiro.

A nova biblioteca foi construída ao lado da antiga. Além do salão principal, inclui mais quatro bibliotecas especializadas, laboratórios, um planetário, um museu de ciências, caligrafia e uma sala de conferências e exposições.

A biblioteca pretende ser um dos centros de informação mais importantes do mundo, do mesmo modo que sua antecessora. Assim, foi dada preferência à criação de uma biblioteca cibernética.

Há também um acervo de livros com um total de dez mil exemplares raros, cem mil manuscritos, 300.000 títulos de periódicos, 200.000 fitas de áudio e 50.000 vídeos. O edifício principal tem uma área de 80.000m2, 11 pisos e capacidade para 4 milhões de livros, com capacidade de expansão para 8 milhões.

A fachada do edifício é decorada com caracteres de 120 idiomas, envolvendo uma riqueza de conhecimentos de todo o mundo, outrora abrigada na Grande Biblioteca, a maior do Egito.

Acesse o tour virtual através do link: https://bit.ly/37kMy6y¬¬ ou https://bit.ly/35VwDLo 

5- BIBLIOTECA ESTADUAL DE NOVA GALES DO SUL – SYDNEY | AUSTRÁLIA

Esta é a principal biblioteca da Austrália. As coleções excepcionais da biblioteca documentam a herança da Austrália e Oceania e estão entre os bens mais valiosos do estado. Ao construir, preservar e distribuir suas coleções, incluindo materiais digitais atuais, a biblioteca permite que os australianos investiguem o passado e visualizem o futuro. É a biblioteca mais antiga da Austrália, a primeira estabelecida em Nova Gales do Sul em 1826.

A biblioteca possui mais de 5 milhões de entradas, incluindo mais de 2 milhões de livros, 1,2 milhão de microformas, 1,1 milhão de fotografias, além de jornais, mapas, plantas arquitetônicas, manuscritos e outros artigos. Faz parte do Projeto de Arquivos PANDORA na Biblioteca Nacional da Austrália e também uma coleção digital.

Além de ser uma biblioteca de pesquisa e referência de uso geral, abriga muitas coleções historicamente significativas do assentamento europeu da Austrália, incluindo nove dos onze periódicos sobreviventes da Primeira Frota, relatos de exploradores australianos e outros pioneiros, pinturas e esboços , e muitos outros documentos históricos.

Uso gratuito das salas de leitura e galerias da biblioteca. Existem muitos serviços acessíveis através de um cartão de biblioteca, incluindo acesso remoto a recursos eletrônicos para residentes de NSW, acesso a livros e outros arquivos e reserva de salas de estudos no local. A biblioteca tem exposições gratuitas, de coleções próprias e de outras organizações, como a World Press Photo.

Acesse o tour virtual através do link: https://bit.ly/3FkNrJ1 ou https://bit.ly/3yfRDIj 

6- BIBLIOTECA INTERUNIVERSITÁRIA DA SORBONNE – PARIS | FRANÇA

A biblioteca é uma instituição medieval da Sorbonne, que evoluiu ao longo dos séculos como parte da Universidade de Paris.

Em seu acervo há aquisições em inglês e línguas estrangeiras. A biblioteca também coletou documentos sobre as ciências religiosas, assim como as línguas e literatura inglesa, espanhola e italiana.

Ele contém quase três milhões de volumes, com mais de 18.000 impressos e 15.000 teses de romance, 17.750 títulos de periódicos em papel, dos quais 4.370 títulos permanecem, e vários periódicos eletrônicos.

Em 1289 havia mais de 1.000 volumes, no final do século XV havia mais de 2.500 volumes e em 1789 havia quase 25.000 volumes impressos e mais de 2.000 manuscritos.

Em 2005, o número de livros aumentou para 2,5 milhões de 17.750 títulos com 3.500 manuscritos. Contém 7.100 gráficos e imagens; a cada ano, 1.000 a 12.000 episódios adicionais são adicionados. Uma coleção ocupa 40 km de prateleiras.

A biblioteca possui salas de leitura com capacidade para 318 lugares e 13.780 membros inscritos. A cada ano, 1.000 a 12.000 episódios adicionais são adicionados.

Acesse o tour virtual através do link: https://bit.ly/3vYFaHL 

Se você gostou desse conteúdo e quer ler mais dicas acesse nosso blog e veja também a parte I com várias dicas de bibliotecas para fazer tour on-line, conheça também nosso site e nossas várias opções de cursos.


0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.