O bacharelado em Psicologia é um curso que forma profissionais com capacidade para diagnosticar, tratar doenças mentais, distúrbios emocionais e de personalidade. Assim, é um curso que demanda muitas habilidades de análise, síntese, empatia, atenção e compreensão socioemocional. Os estudantes são apresentados a diversas áreas da Psicologia como a clínica, a social, a escolar e a organizacional.

Quer saber mais sobre o mundo da Psicologia? Então, confira nossa lista com dicas de séries que todo estudante de psicologia deveria assistir.

Maniac

Maniac, criada por Patrick Somerville para a Netflix.

É uma série de ficção em que dois jovens se conhecem após serem recrutados por um laboratório que realiza testes de medicamentos. Owen (Jonah Hill) e Annie (Emma Stone) testam, então, uma espécie de “pílula da felicidade”, a qual promete cura para todos os problemas.

A partir disso, ambos viajam em suas próprias fantasias, mas em alguns momentos, por exemplo, vão precisar enfrentar os próprios medos e fantasmas que atormentam suas mentes. Em paralelo com a história desses dois personagens, a série apresenta a história do criador da pílula, assim como a da sua mãe e a de uma Inteligência Artificial, que está prestes a ameaçar o sucesso do experimento.

Atypical

Atypical, criada e escrita por Robia Rashid para a Netflix.

Um garoto diagnosticado com Transtorno de Espectro Autista (TEA) apresenta dificuldades sociais e, por isso, busca alternativas para superá-las. Sam (Keir Gilchrist) sofre com o impacto do distanciamento dos pais como casal e também com a rejeição por parte de sua irmã mais nova.

Assim, a trama aborda as dificuldades sociais de um jovem Autista e como ele pode ser capaz de romper seus próprios limites com o apoio de sua terapeuta Julia (Amy Okuda) que o auxilia dentro e fora do consultório.

Bates Motel

Bates Motel, criada por Carlton Cuse, Kerry Ehrin e Anthony Cipriano, produzida pela Universal Television.

A série se baseia no famoso filme Psicose, de Alfred Hitchcock. Não conta a história do filme, mas explora a suposta vida de Norman Bates (Freddie Highmore) e sua mãe Norma Bates (Vera Farmiga) antes dos acontecimentos do longa-metragem de 1960.

Norman possui um comportamento estranho desde o início da série e uma relação simbiótica com sua mãe. Apesar de o enredo abordar a vida de outras pessoas, a relação mãe e filho é predominante e nela parece não caber mais ninguém. Desse modo, a trama vai desenvolver a história do personagem, Norman Bates, desde adolescência até a fase adulta buscando explicar como ele se tornou um psicótico.

Dexter

Dexter, criada por James Manos Jr. para o canal Showtime.

O pequeno Dexter Morgan (Michael C. Hall) ficou órfão aos três anos e foi adotado pelo casal Harry Morgan, oficial de justiça, e sua esposa, Doris. Mas, num certo dia, Harry, o pai adotivo de Dexter, descobriu que o jovem matava os animais de estimação da vizinhança. Parecia que Dexter, seu filho adotivo, possuía traços de um psicopata.

Sendo assim, o pai ensinou-lhe como canalizar os seus instintos, por meio do ensino do “Código”. Neste código, Dexter jamais deveria matar inocentes, seus instintos violentos deveriam ser descarregados em assassinos, com provas de que o criminoso é culpado. Entretanto, o maior desafio era nunca ser apanhado.

Mindhunter

Mindhunter, produzida por David Fincher e Charlize Theron. Você pode assisti-la na Netflix.

É uma daquelas histórias baseadas em fatos reais. Na série Mindhunter, “caçador de mentes” traduzido do inglês, dois agentes do FBI entrevistam assassinos com o objetivo de traçar um perfil comum, bem como conhecer seus parâmetros de comportamento e pensamento. A ideia é utilizar esse conhecimento para resolver outros casos similares. No entanto, ganhar a confiança dos detentos pode não ser uma tarefa fácil.

Black Mirror

Black Mirror, criada por Charlie Brooker. Você pode assisti-la na Netflix.

Encaixa-se muito bem com os saberes da Psicologia Social, porque é uma série que retrata a vida do cidadão contemporâneo, bem como das relações da sociedade com a tecnologia e seus efeitos em nossas vidas. Desse modo, os episódios abordam os temas do momento como o uso da inteligência artificial, a manipulação da mídia sobre a realidade, contratos virtuais, influência de redes sociais e o comportamento das pessoas frente às câmeras. Os capítulos trazem, assim, histórias únicas e independentes baseadas em um intrigante enredo de ficção científica.

O Alienista

O Alienista, baseada no romance de mesmo nome escrito por Caleb Carr. Netflix.

Alienista era o nome dado aos profissionais de antigamente que estudavam a mente e o comportamento humano. Assim, a série se passa no ano de 1895 em Nova York e conta a história do Dr. Laszlo X, que acredita que os supostos doentes mentais e criminosos, na verdade, são indivíduos “alienados”, apartados de sua realidade e real natureza. Durante a série, Dr. Laszlo X é convidado para se encontrar com um serial Killer que assassinou diversos meninos que viviam da prostituição.

You – Você

You, desenvolvida por Greg Berlanti e Sera Gamble. Você pode assisti-la na Netflix.

Guinevere Beck (Elizabeth Lail) é uma aspirante a escritora que frequenta uma livraria no East Village. Logo, sua vida começa a mudar assim que conhece Joe Goldberg (Penn Badgley) um charmoso rapaz, gerente do negócio. Então, Joe se apaixona perdidamente e tem a certeza de que Beck é a garota de seus sonhos.

Ele não medirá esforços para conquistá-la, poderia ser a história perfeita, mas Joe vasculha toda a vida da garota por meio da internet e redes sociais. Logo, sua paixão se transforma em uma perigosa obsessão. Joe é capaz de qualquer coisa para tirar todos os obstáculos de seu caminho.

In Treatment

In treatment, produzida por Rodrigo García. HBO.

Uma série que conta sobre a rotina de um psicanalista, Paul Weston (Gabriel Byrne), e as sessões de análise com seus diversos pacientes, os quais relatam seus traumas e conflitos. Entretanto, Paul, preocupado com os seus próprios problemas, tendo certas atitudes vêm colocando em risco sua brilhante carreira.

Lie to Me

Lie to me, criada por Samuel Baum. FOX.

Nessa série, Cal Ligthman (Tim Roth) e sua equipe vão desvendar fraudes e mentiras. Cal, é um especialista em comportamento humano, ele sabe exatamente quando uma pessoa está mentindo apenas analisando seus gestos e expressões faciais. Por isso, diversas instituições, inclusive o FBI, contratam Cal e sua equipe para descobrir o que as outras pessoas podem estar escondendo.

Merlí

Merli foi produzida por Héctor Lozano para TV3. Você pode assisti-la na Netflix.

Merlí (Fracesc Orella) é um professor de Filosofia que não se encaixa nas regras da escola. Por meio de suas aulas, ele busca incitar a liberdade de pensamento dos estudantes, auxiliando, inclusive em dramas pessoais de seus pupilos. A série revisita questões da vida real, assim como muitos conflitos da adolescência: aceitação da sexualidade, gravidez precoce e bullying.

Acabamos de listar diferentes séries para os mais variados estilos de estudantes de psicologia. Esperamos que elas possam auxiliar nos seus estudos e reflexões! Aproveite para acessar nosso site e conhecer nosso curso de Psicologia e outros cursos disponíveis! Para mais dicas, continue em nosso blog!

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.