A formação em Gestão Pública tem sido cada vez mais procurada, devido sua área de atuação. Isso porque é muito importante contar com pessoas que tenham competência para administrar a máquina pública da forma correta. Mas, essa não é a única opção de atuação para quem se especializa nessa área. Na verdade, existem muitas maneiras de atuar nessa profissão.
A seguir, entenda o que faz um gestor público e quais são cinco possíveis áreas de atuação para essa profissão. Confira conosco!

O que faz um gestor público?

Basicamente, a função de um gestor público é profissionalizar a administração dos órgãos públicos e também de organizações não governamentais. O que ele deve fazer é pensar no bem-estar coletivo e criar e gerenciar projetos da gestão pública, além de otimizar projetos e processos.

Trata-se, então, de pegar conceitos básicos da administração privada e aplicá-las ao funcionamento desse tipo de instituição. Ele precisa conhecer a fundo os recursos disponíveis, as limitações da máquina pública (ou da organização não governamental), analisar contratos e cuidar de orçamentos, terceirizações e parcerias.

No que diz respeito ao perfil, é preciso que o profissional tenha características de liderança muito marcantes. O senso de ética e honestidade, além da preocupação com o bem-estar público, devem ser fortes também, assim como a capacidade de trabalhar em equipe. A seguir, confira em que e como esse profissional pode atuar.

1 – Administração pública

Esse é o caminho mais natural para quem pretende se formar em Gestão Pública. Cada vez mais, todas as esferas do poder público (Federal, Estadual e Municipal) buscam por gestores especializados para administrar os setores. Isso inclui autarquias, ministérios, institutos de pesquisa e secretarias, como Saúde, Educação, Cultura e muitas outras.

O único porém é que, para que o profissional possa trabalhar na administração pública de forma direta, é preciso participar de concursos. Assim, não é sempre que será possível encontrar essa função em sua própria cidade, por exemplo. Fique de olho nas ofertas de concurso e não deixe de estudar, pois eles costumam ser um tanto concorrido. Essa costuma ser uma vaga muito procurada, tanto em razão de uma boa remuneração como por causa da estabilidade oferecida no serviço público.

2 – ONGs

Outra área onde é muito comum encontrar profissionais de gestão pública trabalhando é no terceiro setor, ou seja, as entidades não governamentais que visam o bem-estar da população. Isso porque, além de estar intrinsecamente ligado ao governo, especialmente quanto a verbas e políticas assistenciais, esse tipo de instituição normalmente tem o mesmo tipo de objetivos e organização da máquina pública.

Nesse caso, eles trabalham analisando cenários econômicos, adequando os projetos de acordo, bem como buscando captação de recursos, inclusive junto ao governo. Também caberá ao gestor organizar ações e eventos de divulgação para o trabalho da ONG, bem como atuar com projetos de investimento. Portanto, é um bom caminho para quem ingressar nessa profissão sem passar por todo o estresse que envolve a preparação para participar de um concurso público.

3 – Consultoria em empresas privadas

Essa é a uma das áreas da Gestão Pública que pode melhor remunerar os profissionais. Afinal de contas, as empresas privadas tem maior flexibilidade no que diz respeito a valor de salários e é um cargo com alta demanda nos mais diversos setores. Essa é outra vantagem de ingressar na iniciativa privada como gestor público: é possível atuar em empresas de praticamente todas as áreas e setores.

Nas empresas privadas, a função principal do gestor é prestar consultoria. Isso é particularmente importante para empresas que possuem licitações ou contratos de terceirização negociados com o poder público.

Como o gestor público tem conhecimento da máquina governamental, ele pode garantir que a empresa estará
cumprindo as exigências do contrato de licitação. Ele pode fazer análise dos contratos e fiscalizar a execução
dos mais variados projetos.

4 – Carreira acadêmica

Um caminho profissional que está despontando como favorável em muitas carreiras, a carreira acadêmica é uma ótima opção para quem é formado em Gestão Pública. Você pode trabalhar dando palestras e consultorias de forma autônoma, conduzir pesquisas científicas e promover treinamentos dentro da profissão. É possível também gravar vídeos e produzir conteúdo para periódicos, jornais e revistas especializadas no setor.

O caminho acadêmico costuma ser muito recompensador, tanto financeiramente como pessoalmente. Porém, é preciso lembrar que, para trabalhar em faculdades como professor, é preciso ir além da graduação. A maioria das escolas exige pelo menos uma pós-graduação na área, porém outras podem pedir até mesmo mestrado.

Em faculdades públicas, é comum que haja a prova de títulos. Portanto, quanto mais você estudar, maiores são as suas chances de conseguir uma boa classificação.

5 – Política

O conhecimento da engrenagem pública, bem como de conceitos de administração e tecnologia da informação, coloca o profissional de gestão pública em vantagem para perseguir carreira política. Você pode se candidatar aos mais diferentes cargos públicos, como vereador ou prefeito e fazer ainda mais a diferença.

Porém, se você não tiver interesse em ser político por conta própria, pode também ser assessor. Os políticos são altamente conectados com os seus assessores, tanto no que diz respeito à administração da agenda como aconselhamento durante a carreira política.

Se ele puder contar com um profissional que tem conhecimento da máquina pública, das leis e ainda de conceitos administrativos e tecnologia da informação, melhor ainda. Sua formação certamente será um diferencial, além disso, trabalhar como assessor pode ser algo muito bem remunerado.

Como se tornar um gestor público?

Para ser um gestor público nos órgãos da União, do Estado ou do município, é preciso passar em concurso público. Porém, para isso, é preciso ter uma graduação nessa área. É um curso que alia conhecimentos de administração com tecnologias e pode ser oferecido a nível técnico ou bacharelado.

Para trabalhar em outros lugares exercendo essa função, também é comum que eles exijam a formação, portanto é indispensável o conhecimento acadêmico, caso quiser trabalhar na área.

Agora que você já sabe a importância de se formar em gestão pública, venha conhecer nossos cursos. Entre
em contato conosco para ter mais informações e entender melhor como eles funcionam! E, acompanhe também nosso blog sempre postamos conteúdo novo por lá!!

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.