Principais dúvidas na hora de escolher o curso

A imagem mostra a silhueta de uma pessoa branca. Ela segura um lápis preto e está a escrever em um papel sobre uma carteira, a qual está repleta de livros e cadernos. Há também uma calculadora. Ao fundo, muitas pessoas sentadas em carteiras.

Escolher um curso de graduação, ou até mesmo de pós-graduação, é uma tarefa bastante complicada e que necessita de um olhar analítico. Mesmo assim, as dúvidas surgem e não há como evitá-las.

Para facilitar esse processo, trouxemos as principais dúvidas na hora de escolher um curso e as respostas de como tomar essa decisão da melhor forma possível. Confira!

Como escolher o curso certo?

A primeira dúvida (e a maior de todas) é justamente sobre como escolher o curso certo. Não é para menos, afinal, é o início de uma carreira e de um futuro. Entretanto, para facilitar essa escolha, existem alguns caminhos bem simples. O primeiro deles é fazer um teste vocacional.

O teste vocacional vai apresentar uma área com a qual você tem mais afinidades, de acordo com as suas respostas. E, dentro dessa área, o resultado do teste listará os cursos que mais adequados.

Esse teste considera a sua personalidade, habilidades, gostos e até projetos de vida, tudo para traçar um perfil minucioso. Assim, o teste vocacional tenta determinar quais graduações mais tem a ver com a sua realidade.

Outro meio para escolher o curso certo é pesquisar relatos e depoimentos de alunos e ex-alunos (já formados) para saber mais sobre como é a graduação, as dificuldades e facilidades. Além disso, é interessante buscar informações sobre o mercado de trabalho para essa carreira, as expectativas e quais as exigências a respeito da profissão.

A escolha do curso certo é, de fato, bastante difícil e pode levar um tempo. Não se pressione a decidir rapidamente; lembre-se de que é uma escolha que vai influenciar diretamente na sua vida.

Devo procurar um curso que me dê estabilidade financeira ou por amor à profissão?

Mas uma dúvida bastante comum é a respeito do propósito da escolha do curso. A maioria tende a optar pela graduação que mais gosta, que sonha em fazer. Entretanto, há uma parte que prefere abrir mão dos gostos para investir em algo que traga mais retorno financeiro.

A saída pode ser escolher um curso que consiga unir os dois, ou seja, uma carreira da qual se goste e, ao mesmo tempo, que dê oportunidades de crescimento com um salário atrativo.

De qualquer forma, a escolha pelo curso que mais agrada ainda tem uma vantagem. Afinal, ninguém quer trabalhar em algo que seja massivamente desconfortável, mesmo que o salário seja alto.

E é justamente por isso que muitos decidem trocar de carreira mesmo após certo tempo de atuação, optando por outra profissão que traga satisfação pessoal.

Por isso, faça uma lista dos cursos que mais lhe agradam e pesquise sobre a remuneração de cada profissão. Assim, fica mais fácil encontrar um curso que consiga unir os dois lados após a formatura. Não há nada melhor do que se tornar um profissional bem sucedido financeiramente e pessoalmente.

Esse curso me trará o retorno esperado?

Nesse caso, não falamos especificamente de retorno financeiro, mas de atingir metas pessoais.

Para entender melhor: é automático criar expectativas em torno de uma graduação, não somente durante o período de estudos, mas principalmente após a formatura. E com essas expectativas surgem os questionamentos se a carreira escolhida realmente atingirá esses objetivos.

Diante desse cenário, uma dúvida frequente ao escolher um curso é justamente se aquela graduação conseguirá trazer esse retorno, esse resultado esperado.

Não há como garantir nem o sim e nem o não. Tudo depende do esforço pessoal, das oportunidades que vão surgir e do seu desempenho diante dos problemas e das negativas que receber durante o caminho.

Criar expectativas é bom e é natural. Mas não foque no resultado antes de começar. Somente a vivência dos estudos e o aprofundamento na profissão é que vão desenhar se tais expectativas podem ser alcançadas ou não. E se não forem, mude suas expectativas e crie novas percepções.

Quanta afinidade tenho com esse curso?

Mais uma dúvida super comum que surge na hora de escolher um curso: quanta afinidade tenho com essa graduação?

Aqui, novamente, destacamos a importância do teste vocacional. Ele poderá destacar suas principais qualidades e afinidades, indicando quais cursos mais se parecem com você e têm mais chances de trazer um retorno satisfatório.

Mesmo assim, pesquise afundo sobre os cursos que gostaria de fazer, grade curricular, mercado de trabalho e exigências da profissão. Procure tudo o que puder para viabilizar uma visão mais ampla e abrangente das carreiras que você tem interesse.

Dessa forma, fica mais fácil saber em quais aspectos você tem mais afinidade e em quais você tem mais dificuldade. Talvez essa análise te ajude na escolha do curso mais facilmente.

Tenho futuro nessa carreira?

Como já salientamos anteriormente, criar expectativas em torno dos cursos é natural. Entretanto, a dúvida sobre o futuro é insistente e sem dúvidas aparecerá até no dia da formatura.

Porém, é uma preocupação que não deve se tornar um foco. A parte mais difícil é começar. Saber se você terá futuro na profissão é uma pergunta que só será respondida quando finalmente estiver atuando.

Por outro lado, para amenizar essa dúvida, é importante saber muito sobre as expectativas do mercado sobre essa carreira, se está em expansão e se é bastante requisitada.

Além disso, observe as demandas da carreira e perceba se você consegue se ver fazendo isso no futuro. Caso contrário, repense a sua escolha e opte por um curso que te propicie essa visão.

E se eu me arrepender durante o curso?

Talvez esse questionamento seja o mais amedrontador. Se arrepender do curso, já estando nele, é realmente um grande problema.

Mas não há problema algum no arrependimento. Isso porque é somente durante o curso que você vai se aprofundar nas disciplinas e se aproximar da realidade da profissão que escolheu.

Se perceber que esta escolha não é para você, sem problemas. Analise outras opções e peça transferência para o curso que lhe pareça mais agradável. O arrependimento no meio do curso é normal e esse pensamento antes da escolha é mais do que comum.

Existem diversas opções de cursos disponíveis e, com certeza, algum será o ideal para você. Se não deu certo na primeira tentativa, não desanime e prossiga por outro caminho.

E se você busca uma graduação, mesmo que ainda esteja na dúvida, conheça agora mesmo o nosso site e os nossos cursos! Para sanar outras curiosidades, continue navegando em nosso blog.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *