Sobre o ENEM

O Enem, Exame Nacional do Ensino Médio, é uma prova complexa e que exige muita concentração dos candidatos. Por isso, para se sair bem e obter um excelente resultado no Enem, é preciso seguir algumas orientações.

Mas, antes de chegarmos às dicas incríveis para você arrasar na prova, é importante saber um pouco mais sobre o Enem, entender como ele foi criado e por que ele é essencial nos dias de hoje, para quem espera ingressar em uma Faculdade ou Universidade.

Realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), o Enem mudou de cara desde que foi implementado, em 1998, pelo então presidente Fernando Henrique Cardoso.

O novo modelo foi aplicado pela primeira vez no ano de 2009 e conhecer as suas características é o primeiro passo para se obter um excelente resultado no Enem.

Como é o ENEM na atualidade

Hoje, a prova não apenas testa as habilidades dos estudantes, assim como era no início, como também se tornou um processo seletivo único para universidades e faculdades de todo o país, substituindo quase que integralmente o vestibular tradicional.

Como todos sabem, a prova, como é aplicada hoje, é realizada em dois dias e contém 180 questões objetivas, além de uma redação.

Desde a implementação do novo modelo, foi adotada a Teoria da Resposta ao Item (TRI) na formulação da prova, a qual permite que as notas obtidas em edições diferentes do exame sejam comparadas e também que questões mais difíceis tenham peso maior. Levar em conta este item, como veremos mais à frente, é fundamental para se dar bem no exame.

Bem, agora que você sabe como surgiu o Exame Nacional do Ensino Médio e qual é a sua importância, podemos seguir com as orientações para se obter um excelente resultado no Enem. Papel e caneta em mãos e vamos lá!

ENEM e Interdisciplinariedade

Interdisciplinaridade é a chave! Se você está no Ensino Médio e se prepara para a fazer a prova do Enem, provavelmente já ouviu falar sobre interdisciplinaridade. Esta não é só a nova tendência do Enem e dos processos seletivos atuais, mas da Educação como um todo.

É necessário que você seja capaz de transitar entre as áreas de conhecimento e fazer as devidas intersecções. Este não é um processo simples, pelo contrário, demanda anos de esforço. Mas você pode praticar a interdisciplinaridade por meio de exercícios e exemplos reais.

Resolva simulados e provas anteriores: Praticar é a melhor forma de se dar bem no Enem. Por isso, não fique com preguiça de resolver exames anteriores. É claro que a mesma pergunta dificilmente cairá novamente, mas apenas assim, você saberá se está preparado, além de conhecer de forma profunda a prova que muito provavelmente irá mudar a sua vida.

Preparação para o ENEM

Para quem quiser começar a treinar já, os exames das edições anteriores estão disponíveis para download no site oficial do Enem.

Além das provas anteriores, os simulados baseados no modelo de avaliação do Enem também são importantes no processo de construção de conhecimento para a prova. É possível encontrar na Internet simulados que podem ser muito úteis para a sua rotina de estudos.

Venha para a prova muito bem antenado! O Exame Nacional do Ensino Médio não cobrará de você apenas o que é visto em sala de aula. É importante que você se informe e se mantenha atento aos principais acontecimentos no Brasil e no mundo.

Política, grandes descobertas da ciência, direitos humanos e economia são apenas alguns exemplos de temas que podem ser usados em questões e também na redação. Por isso, quem estiver bem informado, sai na frente.

Esqueça de uma vez a decoreba: Já está até batido dizer isso, mas é verdade. Com o fim do vestibular tradicional, a tática de decorar o conteúdo para se sair bem na prova deixou mais ainda de fazer sentido.

Avaliação por competências

O Enem definitivamente não é um exame para decorebas. A prova cobra de você interpretação de texto e, sobretudo, a aplicação dos conceitos em exemplos práticos. Por isso, é essencial realmente aprender e entender tudo o que você estudar.

Leia e escreva bastante: Se você espera obter um excelente resultado no Enem, todos os itens anteriores precisam estar amparados nas práticas da leitura e escrita diárias. As questões do Enem são quase sempre acompanhadas de textos e é preciso estar afiado para interpretá-los. Por isso mesmo, ler e escrever precisa se tornar um hábito.

Ao ler, você melhora o vocabulário e a escrita, além de colaborar para a interpretação correta de informações e conceitos. Já ao escrever, você pratica a redação pedida no Enem, do tipo dissertativa-argumentativa, tão temida pela maioria dos estudantes.

Quantidade não significa necessariamente qualidade: Falamos anteriormente sobre a Teoria de Resposta ao Item (TRI), método de correção usado pelo Enem desde o ano de 2009. Pois bem, a metodologia permite que o desempenho do estudante seja avaliado por sua habilidade e também pelas características das questões.

Isso faz com que as perguntas mais difíceis tenham maior valor. Ou seja, o que realmente importa deixa de ser apenas o número de acertos. Por medir o poder de discriminação e o grau de dificuldade da prova, o TRI é capaz de separar os alunos que possuem a proficiência requisitada daqueles que não a têm.

Além disso, o método diminui drasticamente a possibilidade de acerto ao acaso, o famoso “chute”.

Se você não sabe por onde começar, especialistas aconselham os estudantes a se dedicarem às questões mais fáceis em primeiro lugar e focar em matemática e redação, usualmente os pontos fracos dos estudantes como um todo.

Gerenciar o estresse é fundamental

Tenha foco e não perca a calma: De nada adianta se preparar por anos para a prova do Enem, se no dia você perder todo o seu foco por puro nervosismo. Por isso, no momento da prova, é bom planejar o tempo e não se atrapalhar nas perguntas.

Para isso, leia as questões com bastante calma e evite fazer muitas releituras. Lembre-se, também, que você conta com um limite de tempo para entregar a prova.

Gostou das dicas? Use a sua nota do Enem e se inscreva em nossos cursos de Graduação. Oferecemos a melhor oportunidade para você nas áreas de Educação, Direito, Serviço Público e Segurança Pública.

Categorias: Notícias

Leonildo Marques Silva

Diretor Geral da Faculdade Sensu - Diretor de Comunicação e Marketing do Instituto Lato Sensu – Sócio Proprietário da ALTI Serviços em Tecnologia da Informação - Professor da Educação Básica na Rede Pública do Estado de Goiás Licenciado em Ciências Biológicas pela UFG. Especialista em Análise Ambiental e Geoprocessamento pela UFG. Especialista em Perícia Ambiental pela PUC/GO. É aluno especial do programa de pós-graduação stricto sensu em Educação, Linguagem e Tecnologia – IELT/UEG. É membro do grupo de pesquisa em Didática (DIDATKÉ) na Faculdade de Educação da UFG.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.