Saúde mental é um tema em crescente discussão entre as pessoas, mas a frequência na abordagem do assunto não o deixa mais fácil. A Disney, que é uma companhia multinacional de mídia de massa, a mais importante no mundo, tem abordado o assunto em filmes, facilitando o acesso à questão.

A questão da saúde mental aparece em alguns projetos da Disney, como no filme Divertida Mente (2015) e Soul (2020). Assim, a multinacional tem conseguido aproximar seus consumidores do assunto enquanto diverte e ensina.

Filmes e estratégias de abordagens sobre saúde mental

Para levar o assunto a mais pessoas de maneiras que despertem, nelas, interesse, campanhas, como o Janeiro Branco, acionam estratégias narrativas e visuais. Projetos como artigos, reportagens e filmes independentes levam mais consciência e respeito da questão.

A animação tem um poder incrível de cativar as pessoas e trazer temas complexos em uma narrativa simples e acessível. A Disney, nos últimos tempos, tem investido em temas mais complexos e produzido materiais potentes que mexem com os adultos e encantam as crianças.

Com personagens fofos e realidades paralelas que ativam nossa imaginação, parece ficar mais fácil olharmos para a nossa realidade pessoal e social. Esses filmes criam uma aproximação muito mais rápida do que uma exposição sobre o assunto. Além disso, eles nos presenteiam com uma produção artística e tecnológica muito bonita.

Divertida Mente

O filme foi lançado em 2015 pela Walt Disney Pictures e produzido pela Pixar Animation Studios. Divertida Mente foi dirigido por Pete Docter, ganhou 97 prêmios de cinema, incluindo o Oscar de melhor animação em 2016.

A animação conta a história de Rilley, uma garota de 11 anos, que passa por diversas mudanças em sua vida. A trama acontece quase totalmente dentro da cabeça da menina, onde cinco emoções — Alegria, Tristeza, Raiva, Medo e Nojo — são responsáveis por processar as informações, responder aos acontecimentos e armazenar as memórias que se formam a partir deles.

O filme, que contou com a consultoria de um dos psicólogos mais reconhecidos no campo do estudo das emoções, Paul Ekman, fala sobre as emoções comuns em todos nós e sobre os gatilhos individuais que podem acionar cada uma delas e levar a respostas/reações específicas.

O filme trabalha duas questões principais:

  • Cada emoção tem um propósito: desde o início do filme há esse entendimento de que cada emoção tem uma “função” para a Rilley.
    • O Medo consegue afastá-la do perigo, garantindo sua segurança;
    • a Alegria tem o poder de deixá-la bem e feliz;
    • a Raiva expressa sua indignação, desacordo, assim como pode levá-la a busca por justiça;
    • o Nojinho expõe seus desgostos e desconfortos para, então, afastá-la do que não a agrada e do que também pode oferecer risco;
    • Tristeza é uma manifestação consequente da perda, bem como da falta ou da falha, sinal para o acolhimento e ajuda.
    • Porém, e talvez isso seja o mais importante, é que essas concepções e “propósitos” existem a partir ou em conjunto com outras emoções que, muitas vezes, se misturam.
  • Todas as emoções têm uma razão: não há essa dicotomia de bom ou ruim, apesar de não ser uma coisa dada. Desde o início do filme, essa concepção se desenvolve com o enredo, assim como a de que essas emoções, por mais que se tente, não podem ser evitadas. É aí que se apresenta a necessidade de procurar entendê-las e administrá-las, para que não nos tornemos reféns delas.

Esse filme joga uma luz sobre a saúde de nossas emoções e a maneira como lidamos com elas. Desse modo, podemos entrar em contato e dar atenção para a nossa saúde mental, emocional, psicológica. Assim, o filme nos insere no diálogo sobre a importância desse cuidado com nós mesmos e com os outros.

Soul

Soul foi lançado em dezembro de 2020 na plataforma de streaming Disney+. Com produção da Pixar Animation Studios e dos mesmos criadores de Divertida Mente. Soul ganhou o público e a crítica.

Em tradução para o português “soul” significa “alma”, e tendo isso posto a narrativa do filme se desenrola com a questão: afinal, qual o sentido da vida? A história tem como personagem principal Joe Gardner, um professor de música apaixonado por Jazz que sempre sonhou em ser um músico famoso.

Joe tem a certeza que nasceu para desenvolver uma impressionante carreira musical como pianista numa famosa banda de jazz. Assim, no filme, ele passa a vida tentando alcançar isso.

Já na meia idade e após sucessivas tentativas fracassadas, Joe Gardner, enquanto resistia a não perder a esperança, consegue uma chance de realizar seu sonho quando lhe convidam para fazer um show com uma famosa banda de jazz. Mas tudo muda quando o protagonista sofre um repentino acidente que leva sua alma a uma jornada transformadora.

Na tentativa de voltar para a Terra e realizar seu sonho, Joe encontra a 22. Ela é uma alminha que nunca conseguiu alcançar o que precisava para seguir seu caminho na Terra e que passou a não querer, de jeito nenhum, isso.

Joe, vendo uma possibilidade de volta, se torna tutor de 22, mas é ela que acaba voltando no corpo de Joe, e aí começam as experiências. Essas vão levar os dois a questionar o que, de fato, é importante na vida, e o que realmente é viver.

A trama do filme é muito sensível e trata de questões existenciais de uma forma leve e tocante:

A história nos ativa reflexões sobre nós mesmos, sobre a vida que levamos e sobre a vida que queremos levar. De forma lúdica nos abre os olhos para a insatisfação e para a nossa mania de olhar para o futuro e não olhar para o presente. Nos leva a tentar entender nossos sentimentos, paixões e vontades mas, mais que isso, entender os processos e significar os caminhos.

O caminho é importante. O que você vive, enquanto caminha, é importante. Então, se você olhar com carinho para o seu presente, pode perceber que o que acontece contigo já é vida, e que todo pedacinho dela deveria ser inteiramente aproveitado da melhor forma que conseguir.

O cuidado com a saúde mental é tão importante quanto o cuidado com a saúde do corpo. Acessar conteúdos que nos esclareçam sobre tantas questões fundamentais é uma forma de estudar sobre os assuntos e melhorar a maneira como lidamos com eles.

Nossos cursos podem oferecer à você muito conhecimento e uma ótima formação. Entre em nosso site ou fale com nossos atendentes para conhecer e saber mais!

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.