Djamila Ribeiro é filósofa brasileira, professora e uma das principais vozes em prol dos direitos de mulheres e negros. Assim, a filósofa, feminista negra, visa ajudar a reduzir a injustiça e a desigualdade de gênero, assim como trata do racismo estrutural arraigado no Brasil por meio dos seus livros.

Ela é autora dos títulos “O que é lugar de fala?”, “Quem tem medo do feminismo negro?”, “Pequeno manual antirracista” e “Lugar de Fala”. Foi por meio da literatura e do seu ativismo, fortemente, presente na internet que Djamila se tornou um nome conhecido e influente. O seu livro “Pequeno manual antirracista”, por exemplo, recebeu o prêmio Jabuti – é o mais tradicional prêmio literário do Brasil, concedido pela Câmara Brasileira do Livro.

Nascida em 1 de agosto de 1980, em Santos (SP), Djamila é mestra em Filosofia Política pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e colunista do jornal Folha de S.Paulo. Ela foi também secretária-adjunta da Secretaria de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo.

Algumas das inspiradoras frases de Djamila

“É impossível não ser racista tendo sido criado numa sociedade racista. É algo que está em nós e contra o que devemos lutar sempre.”

O feminismo deve contemplar todas as mulheres, é necessário perceber que não dá pra lutar contra uma opressão e alimentar outra.

“É importante estarmos em todos os lugares. Estarmos contra a maré, no lado da resistência. Precisamos encontrar estratégias e conversar com um número maior de pessoas.”

Não se pode ter seletividade quando o assunto é o combate ao machismo.

“Minha luta diária é para ser reconhecida como sujeito, impor minha existência numa sociedade que insiste em negá-la.”

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.