Ser estudante de qualquer área, além de muito esforço, dedicação e responsabilidade é uma condição que envolve muitos gastos. Seja o pagamento da mensalidade, despesas com materiais de estudo ou gastos com equipamentos, há uma necessidade de investimento que pode interferir e muito no orçamento. Por isso, é preciso de certa economia.

Desse modo, é importante que os estudantes, principalmente aqueles que ainda não têm uma carreira consolidada e uma renda satisfatória, sigam algumas medidas para economizar. Assim, eles podem conseguir equilibrar seu orçamento durante os estudos.

Pensando nisso, preparamos um guia com dicas importantes para ajudar você a fazer suas economias. Quer manter o seu equilíbrio financeiro mesmo com os gastos necessários para uma boa formação!? Então, confira!

Para uma boa economia: analise o seu orçamento

O primeiro passo é estudar a sua situação financeira e ter domínio das condições do seu orçamento. Em outras palavras, você deve saber quais são seus rendimentos mensais e as despesas fixas que precisa garantir o pagamento.

Assim, com esse controle em mãos, será possível saber qual o montante disponível por mês para cobrir as despesas
necessárias para os seus estudos. Além disso, será possível saber quanto você precisa economizar caso seja preciso garantir mais dinheiro.

Desse modo, sua análise deve considerar todos os gastos mensais, dos menores aos mais altos. Calcule também todos os seus rendimentos e se sua renda não for fixa, como ocorre com pessoas autônomas ou freelancer, por exemplo, considere a média do que você habitualmente consegue obter para ter mais exatidão nas suas contas.

Evite gastos desnecessários

Um dos princípios da economia em qualquer situação é deixar de usar o dinheiro com gastos supérfluos que não farão grande diferença no seu dia a dia e estilo de vida. Muitas pessoas não percebem, mas compras desse tipo interferem e muito no orçamento mensal e podem desequilibrar demais as contas no final do mês. Assim, se você estiver disposto a fazer economia em favor dos seus estudos, deve se livrar dos gastos desnecessários e aprender a poupar ainda mais o seu dinheiro.

A dica aqui é consumir somente o que for essencial e deixar de lado o que dá para ficar sem durante um determinado período. Faça uma análise para identificar quais são os produtos ou serviços que você adquire, mas que não são essenciais, pelo menos nesse momento.

Você pode, por exemplo, dar um tempo nas compras de peças de vestuário se perceber que tem roupas suficientes para a temporada. Ainda que você não tenha a quantidade de peças com as quais você costuma contar. Outra dica é fazer algumas substituições ao invés de ter que consumir algo que você considere como essencial. Por exemplo, se você é o tipo de pessoa que gosta de comer em restaurantes caros, que tal economizar um pouco? Escolha estabelecimentos com comidas por um precinho mais acessível!

Lembrando que nem sempre preços baixos significam má qualidade e dá para ter um bom custo benefício se você se dedicar a pesquisar mais e ser menos exigente. Então, não se esqueça que esses esforços são passageiros e logo logo você vai poder desfrutar da sua rotina, sem tanta preocupação com o orçamento.

Economize nos livros e materiais de estudo

Além do pagamento do curso, que geralmente ocorre na modalidade de parcelamento e por isso se trata de um compromisso financeiro mensal, os estudantes costumam ter que gastar com livros e outros materiais de estudo, como equipamentos eletrônicos ou similares.

A boa notícia é que dá para economizar também nesse sentido, ainda que o seu curso seja mais caro e exija maior investimento com livros e materiais para estudo. Abaixo, apresentamos algumas dicas de como fazer economias com esses materiais:

  • Pesquise por promoções de livros, principalmente na internet, em que elas são muito comuns;
  • Compre livros usados em sebos;
  • Use a biblioteca da sua instituição de ensino para ter acesso aos livros do acervo e ao empréstimo dos
    mesmos;
  • Baixe PDFs e e-books grátis na internet ou por valores mais acessíveis;
  • Pesquise por materiais e equipamentos em sites de desapego;
  • Descubra formas de adquirir cupons de desconto para suas compras.

À medida em que você for se envolvendo mais com a rotina de estudante, irá descobrir meios de economizar sempre mais com seus materiais de estudo. Aproveite e peça dicas aos seus colegas sobre como eles fazem economia, talvez, também possam te ajudar.

Aproveite os descontos e o benefício da meia entrada para estudantes

Uma das vantagens em ser estudante é poder usufruir da meia entrada estudantil. Nesse caso, você pode aproveitar para pagar menos em ingressos para eventos de entretenimento e cultura como cinema, shows, teatro, eventos esportivos, etc.

Além disso, existem lojas que oferecem descontos para os estudantes em seus produtos, principalmente livrarias e essa pode ser uma excelente forma de economizar nos materiais de estudo.

Economia e responsabilidade estudantil

Um dos grandes erros dos alunos é se empolgar demais com a “vida de estudante”, o que envolve festas, bares, baladas e toda a diversão que esse mundo promete. Seja comprometido com seu curso, seus estudos e sua renda e não se deixe levar por essa empolgação, que pode comprometer bastante o seu orçamento.

Priorize seus estudos e os compromissos que você assumiu! Deixe a diversão e os gastos excessivos para o momento em que for apropriado e evite um estilo de vida que comprometa suas finanças. Como você pôde conferir, é possível economizar e ter uma vida estudantil tranquila no aspecto financeiro. Com disciplina e organização, dá para pagar todos os compromissos financeiros estudantis e ter uma vida normal, sem esbanjar, mas também sem se privar do essencial.

Gostou das dicas? Então, continue navegando no nosso blog para mais conteúdo. Aproveite para acessar nosso site e conhecer nossas opções de cursos nas diversas áreas do conhecimento e, se desejar, entre em contato conosco.

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.