Hoje é um dia dedicado à poesia brasileira, patrimônio cultural inestimável. Com intuito de celebrar uma das mais antigas formas de arte, a data foi instituída, em 2015, pela Lei 13.131/2015, durante o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff. A escolha da data se dá em razão do dia de nascimento de um de nossos maiores poetas, Carlos Drummond de Andrade. Anteriormente, a data era comemorada no dia 14 de março, em homenagem a Castro Alves.

E, assim, na toada da poesia, para comemorarmos bem essa data, decidimos valorizar a poesia goiana. Há muito o que se dizer da nossa literatura, tão desvalorizada pelos ditos costumes de enaltecimento do Sudeste Brasileiro. Então, seguem aqui algumas sugestões de poetas goianos talentosíssimos.

Bernardo Élis

Nascido em 1915, em Corumbá de Goiás, Bernardo Élis Fleury de Campos Curado foi advogado, professor, poeta, contista, bem como romancista. O escritor foi o primeiro e único goiano a entrar para a Academia Brasileira de Letras, sendo recebido pelo Acadêmico Aurélio Buarque de Holanda e o quarto ocupante da Cadeira 1. As obras de Bernardo Élis receberam inúmeros prêmios literários:

  • José Lins do Rego, de 1965;
  • Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, de 1966, pelo livro de contos Veranico de janeiro;
  • Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, de 1967, pelo livro O Tronco;
  • Afonso Arinos, da Academia Brasileira de Letras, por seu livro Caminhos e descaminhos.

Além disso, o escritor recebeu o Prêmio Sesquicentenário da Independência, o Prêmio da Fundação Cultural de Brasília e a medalha do Instituto de Artes e Cultura de Brasília. Bernardo faleceu, em sua cidade natal, no dia 30 de novembro de 1997.

Cora Coralina

Considerada uma das mais importantes escritoras brasileiras, Cora Coralina é o pseudônimo de Anna Lins dos Guimarães Peixoto Bretas, nascida, em 1889, na Cidade de Goiás, na então Villa Boa de Goyaz e faleceu em 10 de abril de 1985.
Cora foi criada às margens do rio Vermelho, tendo criado sua carreira literária aos 14 anos e seu pseudônimo aos 15. “Cora” é um derivativo de “coração”, enquanto “Carolina”, que só viera depois, de ritmo.
Doceira, Cora publicou seu primeiro livro aos 76 anos. Pela sua poesia, ela recebeu, em 1982, o título de Doutora Honoris Causa da Universidade Federal de Goiás e foi eleita, em 1984, Símbolo da Mulher Trabalhadora Rural pela Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO), bem como outros títulos, premiações e honrarias.

Darcy França Denófrio

Nasceu em Itarumã, Goiás, em 1936. É poetisa, ensaísta, crítica literária, assim como professora aposentada do Departamento de Letras da Universidade Federal de Goiás (UFG). Darcy França Denófrio publicou dezenove livros, os quais podem ser “separados” como didáticos, críticos e poéticos. De sua poesia, pode-se citar:

  • Poemas de dor & ternura, pela Cânone Editorial, 2008;
  • Ínvio lado, ganhador do Prêmio Jorge de Lima, 2000, da Academia Carioca de Letras;
  • Amaro mar, ganhador do Prêmio Literário Nacional do Instituto Nacional do Livro, tendo rendido ainda o Prêmio Especial para Autor Goiano.

Além disso, publicou o livro O risco das palavras, bem como Voo cego, o qual rendeu-lhe o Prêmio Estadual Cora Coralina, 1981.

Pio Vargas

Nasceu em 7 de setembro de 1964, em Iporá (GO), e faleceu 8 de março de 1991. Há pouco registro biobibliográfico disponível sobre Pio Vargas, entretanto, sabe-se que ele cursou apenas o Primeiro Grau na Escola Elias de Araújo Rocha, em Iporá, fez parte da diretoria da União Brasileira de Escritores, na seção de Goiás, e da assessoria geral da Secretaria de Cultura do Estado. Além disso, Pio Vargas também promoveu poesia, recitais, festivais de música e semanas culturais por Goiás.

Apesar de uma vida breve, Pio deixou obras poéticas intensas, como:

  • Janelas do espontâneo, de 1983;
  • Anatomia do gesto, de 1989;
  • Os novelos do acaso & o ofício de afagar efêmeros, de 1991.

Com efeito da importância de Pio Vargas, em 2010, o jornalista Carlos William Leite lançou uma antologia com a obra completa do poeta. Imperdível.

Em suma, por uma vida com mais poesia das terras goianas, venha nos conhecer.

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.