No dia 20 de janeiro comemora-se o Dia do Farmacêutico. Esse profissional é muito ligado ao ambiente das farmácias, mas sua atuação vai muito além. Ele está presente em diversos serviços que utilizamos no nosso dia a dia e ainda assim não nos damos conta.

Desde o sabonete que você usa pra tomar banho, até aquele remédio de nome estranho que seu médico indicou, o farmacêutico está ali presente. Vamos conhecer um pouco mais sobre essa profissão tão essencial?

Em 25 de novembro de 2010, de acordo com a Lei n.º 12 338, institui-se a data comemorativa desse profissional. A escolha da data faz referência ao aniversário da Associação Brasileira de Farmacêuticos, que foi criada em 1916 no Rio de Janeiro pelo farmacêutico Luiz Oswaldo de Carvalho.

Porém, a profissão remonta desde muito antes. Quando o Brasil ainda se encontrava sob os domínios da coroa portuguesa, os fármacos só chegavam ao país através dos Cirurgiões-Barbeiros, com suas malas cheias de medicamentos, quem vinham navios que partiam da Europa. As boticas, antigo nome das farmácias, se transformaram em comércios somente em 1640 e os boticários eram os responsáveis por elas. O primeiro deles no Brasil foi Diogo de Castro.

O curso de Farmácia

Já o ensino da farmácia no Brasil só começou em 1809, mas apenas como uma disciplina do curso de medicina – a farmacologia. Somente a partir de 1832 houve a fundação do primeiro curso de farmácia do país, mas ainda assim vinculado às faculdades de medicina da Bahia e do Rio de Janeiro. De acordo com o Conselho Federal de Farmácia (CFF) existem mais de 800 cursos de graduação na área espalhados pelo Brasil, entre instituições públicas e privadas.

E por falar no Conselho, ele surgiu em 11 de novembro de 1960, através da Lei n° 3.820, isso depois de uma mobilização liderada Aluísio Pimenta, reitor da Universidade Federal de Minas Gerais e presidente da Associação Mineira de Farmacêuticos. A ideia era criar um órgão que pudesse regular a prática profissional e fiscalizar para manter o padrão da profissão.

Áreas de atuação

O CFF classifica os serviços farmacêuticos como parte essencial dos serviços de saúde, sendo um conjunto de atividades que têm como fim contribuir para a prevenção de doenças, promoção, a proteção e recuperação da saúde e para a melhoria da qualidade de vida das pessoas.

De acordo com o órgão existem no Brasil aproximadamente 135 especialidades que podem ser divididas em 10 linhas de atuação. Essas linhas foram regulamentadas pela resolução nº 572, de 2013, pelo CFF. São elas:

  • alimentos
  • análises clínico-laboratoriais
  • educação
  • farmácia, farmácia hospitalar e clínica, farmácia industrial
  • gestão, práticas integrativas e complementares
  • saúde pública e toxicologia.

Já as especialidades mais procuradas são:

  • produção de medicamentos
  • auditoria sanitária
  • cosmetologia
  • farmácia hospitalar e clínica
  • manipulação de medicamentos
  • marketing farmacêutico
  • controle de qualidade de alimentos.

Esses profissionais, portanto, se encontram em diversos setores que promovem a saúde e o bem-estar. Ainda de acordo com o CFF, no Brasil existem mais de 220 mil farmacêuticos registrados. O local mais comum onde podemos encontrá-los é em farmácias, onde trabalham mais de 87 mil desses profissionais.

O papel do farmacêutico

De acordo com o documento da Organização Mundial de Saúde intitulado “O papel do farmacêutico no sistema de atenção à saúde”, em cada ministério da saúde espalhados pelo mundo deve existir uma seção responsável por assuntos farmacêuticos, tendo em vista a importância dos medicamentos para os serviços de saúde do governo.

E se engana quem pensa que o trabalho dos farmacêuticos nas farmácias é apenas a de entregar o medicamento que foi prescrito pelo médico. Segundo a Lei nº 13.021 de 2014, a farmácia é um lugar onde se prestam serviços de assistência farmacêutica, além de orientação sanitária individual e coletiva, tendo o farmacêutico um papel essencial para a promoção do uso correto dos remédios.

Por isso, de acordo com a OMS, esse profissional pode e deve participar de campanhas de promoção da saúde, principalmente em tópicos relacionados ao uso de medicamentos. Eles podem auxiliar na prevenção de uso de medicamentos durante a gravidez, do abuso de medicamentos ansiolíticos e ainda atuar na prevenção de envenenamento.

Como se tornar um farmacêutico?

Para se tornar um farmacêutico, é preciso passar por uma graduação em Farmácia, pois é preciso o diploma para poder se inscrever no Conselho Regional de Farmácia onde pretende atuar e poder, então, exercer a profissão.

Os cursos de farmácia duram em média cinco anos. Esse é o tempo em que o aluno irá aprender muito sobre química, anatomia, biossegurança, fisiologia, imunologia e até bioética, dentro muitos outros temas necessários para a sua atuação no dia a dia.

De acordo com o Ministério da Educação, o ensino da farmácia deve ter como base cerca de 30 assuntos como esses. Isso porque são diversas as áreas em que o farmacêutico irá atuar, como já falamos acima, e ele precisa sair da graduação pronto para se inserir em qualquer uma delas.

Muito além da farmácia

Você sabia que é um farmacêutico o responsável pelo desenvolvimento dos produtos de beleza e higiene que você utiliza? Que ele pode atuar também na vigilância sanitária, verificando se os produtos estão dentro da legislação e próprio para o consumo da população? Então já deu para perceber que muito do trabalho é feito dentro dos laboratórios, mas ainda é possível estar em campo. Ou seja, é uma profissão que permite diversas possibilidades para todos os gostos.

Com o envelhecimento da população, o farmacêutico se torna ainda mais necessário. Por isso essa profissão se encontra em ascensão. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, em 2019, esse setor foi o segundo com o maior índice de contratações com registro de carteira assinada no Brasil.

E então, gostou de saber mais sobre a profissão? Se sim, te convidamos a conhecer também os nossos cursos em diversas áreas. Aproveite e navegue também pelo nosso blog para mais informações importantes.

Nós da Faculdade Sensu prezamos pelo conforto dos nossos alunos com uma localização privilegiada, metodologia avançada e tudo isso com o melhor custo-benefício.

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.