Começar um curso superior pode ser um desafio e tanto, exigindo-se muito desempenho do aluno. As barreiras que o ensino superior impõe para as pessoas podem ser entendidas com diferentes níveis de dificuldade. Mas para superá-las e poder se desenvolver durante o curso é preciso persistência e muito estudo.

Transpor as dificuldades se refere ao esforço e ao foco de cada um. As motivações para a melhora do desempenho acadêmico podem ser diversas. Sendo assim, o resultado obtido, por meio desse desempenho, pode ter grande influência na sua vida. Seja para manter uma bolsa de estudos na instituição, seja para realizar inscrições em processos de bolsas científicas.

O ambiente acadêmico é visto, muitas vezes, como um ambiente aversivo. Pois, a constante concorrência entre os alunos e a pressão colocada pelos professores pode gerar uma série de dificuldades, inseguranças e medos. Entretanto, a concorrência e a pressão devem ser ressignificadas a fim de não te prejudicar.

A capacidade de transformar uma dificuldade em incentivo é uma qualidade que deve ser exercida. Todos temos dificuldades, e elas podem aparecer, principalmente, em momentos de renovação e adaptação. Se você deseja melhorar o seu desempenho acadêmico e alcançar as melhores notas, leia esse artigo e saia preparado!

É interessante lembrar que essa capacidade de transformação não se restringe apenas ao ambiente educacional. Portanto, ela pode ser útil em diversos contextos, como o empresarial e o familiar. E dar importância para ela em qualquer desses contextos pode te auxiliar em todos os âmbitos da vida.

Agora mostraremos para vocês as 9 dicas mais valiosas para você melhorar o seu desempenho acadêmico. Ninguém nunca lhe falou sobre elas, mas, acredite, elas podem fazer uma diferença radical em sua vida.

9 dicas para melhorar o seu desempenho acadêmico

1: Defina metas

A estipulação de metas deve ser construída considerando os seus desejos e objetivos dentro do curso. O autoconhecimento é um dos requisitos mais importante nessa etapa, pois é a partir dele que você deverá colocar na balança os seus limites e os seus desejos.

Por exemplo, se você deseja alcançar 85% dos pontos em todas as disciplinas, você precisa traçar metas que envolvam o cumprimento de atividades e estudos sobre todas as disciplinas. Mas, se você precisa focar em uma disciplina específica para uma bolsa de iniciação científica é interessante que suas metas estejam alinhadas com a disciplina.

Lembre-se: não se sobrecarregue.

2: Desempenho e Planejamento

Realizar o planejamento dos estudos deve ser uma categoria básica de todo estudante. Uma vez que as metas sejam estipuladas e os cronogramas (planos de estudos), divulgados, está na hora de você construir um calendário ou planner com todas as avaliações e datas importantes do semestre.

Em suma, esse planner vai te auxiliar na preparação para provas e lhe dará mais tranquilidade na realização das tarefas. Imagine perder uma atividade ou trabalho por falta de organização que te gerou o esquecimento da atividade? Esses erros são evitados quando se constrói um planejamento conciso, organizado e coerente.

Utilize mecanismos online, como o Google Agendas, se preciso.

3: Autoavaliação do desempenho

A autoavaliação funciona como um balanço das suas capacidades e rendimentos. Portanto, tire pelo menos um dia em cada semana para refletir sobre suas ações e sobre a eficácia delas.

Refletir sobre seu desempenho e sobre suas estratégias é importante. Ao pensar se os métodos de estudo utilizados na semana fizeram efeito na sua participação em sala ou nas atividades avaliativas, você cria meios de repensá-los ou mantê-los.

Não tenha vergonha de assumir erros e buscar a melhoria da sua prática de estudos.

4: Envolva-se em projetos

Os projetos acadêmicos criados por sua instituição de ensino são aliados na sua melhora. As palestras e oficinas ofertadas podem ser benéficas para o seu conhecimento e para a sua aprendizagem mesmo que se trate de disciplinas diferentes a da sua grade curricular.

Além disso, a participação nesses eventos pode ser motivadora e pode, inclusive, criar uma interdisciplinaridade necessária para enxergar os conteúdos com outra visão. Talvez para solucionar alguns problemas e responder algumas questões precisamos buscar a resposta em outras coisas.

Algumas instituições oferecem todo o suporte e oportunidades que você precisa para crescer. Busque por essas instituições, acesse-as e veja as oportunidades!

Ademais, o contato com o mundo acadêmico pode te motivar e acentuar seus objetivos.

5: Leia mais

Dentro do plano de estudos é habitual os professores colocarem os textos básicos da disciplina e também os textos extras, leia todos que puder. Aprofundar-se nos assuntos tratados lhe trará uma visão mais ampla e mais crítica sobre o assunto.

Os textos devem ser lidos atentamente e precisam ter as partes principais destacadas. Desse modo, você evita ter que ler todo o texto novamente para resgatar um conceito importante.

A prática da leitura nunca é demais. Aproveite o seu tempo com coisas realmente enriquecedoras.

6: Preste atenção nas aulas

Por mais que pareça uma dica superficial, é necessário esmiuçar o significado de ‘prestar atenção’. Isso envolve muito mais do que apenas escutar o professor falar. Envolve fazer anotações de todos os pontos abordados em sala, assim como questionar as dúvidas que aparecer.

Muitos cursos a distância disponibilizam tópicos de discussão, fóruns e, até, disponibilizam material sobre a aula. Utilize-os sempre e veja como o entendimento do conteúdo pode ser mais completo e detalhista.

7: Faça resumos

Os resumos são os maiores aliados na hora que a ‘chapa esquenta’. Em semana de provas, você verá que os resumos serão extremamente importantes para economizar o seu tempo e te fazer adquirir o conteúdo central.

Sabe os textos que você leu e as anotações feitas sobre a aula? Faça resumos mesclando e relacionando os dois. Assim, você pode aumentar sua criticidade e suas referências para se embasar nas avaliações.

Economize tempo e tome gosto pelos estudos!

8: Peça ajuda

Não tenha medo dos seus colegas de classe. Eles estão inclusos no mesmo sistema que você. Alguns deles podem, inclusive, ter o espírito de querer ajudar os outros. Quando sentir que algum conteúdo não foi completamente absorvido e não achar mais formas de compreendê-lo: busque um colega referência e o pergunte acerca de sua dúvida.

Vocês estão em posições semelhantes e a ajuda mútua pode beneficiar amplamente os dois. Assim, estar disposto a ajudar os seus colegas também pode ser uma excelente forma de aprender e fixar o conteúdo. Ensinando se aprende bastante.

9: Seja humilde

Percebeu que seus métodos de estudo têm dado resultado e seu desempenho acadêmico está melhorando? Mantenha a humildade e mantenha suas ações. Não acredite que você não precisa mais de seus métodos. Mudar as estratégias pode fazer o processo caminhar para trás.

Ajude seus amigos e colegas compartilhando suas dicas e, claro, compartilhando o nosso artigo. O conhecimento foi feito para ser compartilhado.

Aproveite que está aqui conosco e conheça sobre nossos cursos de Direito, Logística, Segurança Pública e Gestão Pública. É só acessar o nosso site e entrar em contato conosco.

Categorias: Educação

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.