À medida que nos aproximamos do primeiro trimestre do século XXI, escolas, universidades, indústrias e sociedade em geral estão fazendo perguntas fundamentais sobre educação. É uma era de mudança de paradigma.

Mudanças tecnológicas, demográficas, sociais, ambientais, econômicas e políticas. Mudanças que nos forçam a redefinir nossa estrutura educacional.

A discussão também se expandiu dos círculos internos de especialistas em currículo e pesquisadores para o público em geral. Os novos discursos aborrecem acadêmicos, neurocientistas, repercutindo negativamente também no campo político, artístico, chegando assim até nas salas de CEO (Chief Executive Officer – diretor executivo, em português).

Desde 2000 a mudança na educação dá-se de forma muito limitada em comparação com a indústria automotiva, a indústria de computadores, a indústria de consumo de varejo, etc. Grandes saltos adiante não são uma conclusão precipitada.

Há certas áreas em que mudanças significativas são mais prováveis que outras. Não parece provável, por assim dizer, que o e-Learning , como agora entendemos e usamos o termo, substitua escolas e professores, por exemplo.

Cursos online não suplantam completamente os professores e as escolas. O aprendizado misto, então, pode ser uma das normas na próxima década. Assim, ensinar não é mais só sobre gerenciamento de sala de aula, de testes e entrega de conteúdo.

Confira abaixo alguns desafios dos educadores no século XXI.

O que significa ser um educador?

Em cada criança existe a promessa do adulto poderoso, ético, criativo, crítico e engajado que ela pode vir a ser. É um privilégio educar e é, sobretudo, uma grande responsabilidade.

As decisões tomadas por esses educadores podem contribuir e muito com o percurso tomado por cada criança e adolescente a atingir seus objetivos. E, desse modo, pelo qual o educador nutre conhecimentos, habilidades e disposições no aluno, ajudando-o em sua jornada, cabe ao mesmo abrir sua mente para o mundo com as novas perspectivas da juventude.

Ser um educador não quer dizer ser um pai ou uma mãe para os alunos. Contudo, é ser alguém que deixa uma marca de conhecimento. Ser um educador, mais do que os pais, já que estes geralmente têm a atenção do filho de uma forma ou de outra, diz respeito a conquista de cada um dos alunos em sua sala de aula. A educação diz do fazer com que esses alunos aprendam algo que os auxilie na lida com a vida.

Conhecimento no século XXI

Devido às novas tecnologias e à maneira como o conhecimento é disponibilizado e distribuído no século XXI, alguns acreditam que precisamos repensar completamente o que é ensinado na escola. E assim, diminuir, talvez, o conteúdo programático, abrindo mais tempo e oportunidades para o desenvolvimento de habilidades.

Debate cada vez mais agudo. Alguns lutam com isso apontando algumas características essenciais do conhecimento que não podem ser ignoradas.

É muito difícil, por exemplo, competir com a internet e as redes sociais. Logo, é complicado angariar e manter a atenção dos alunos de forma constante dentro de sala.

Desse modo, tem sido, para muitos, um grande desafio passar qualquer ensinamento que seja. A resposta para isso é algo simples, mas não tão fácil: trazer para sala coisas que chamem a atenção dos alunos:

– Um vídeo;
– Uma música;
– Um filme;
– Algo que seja mais atual, talvez, até mesmo, um aplicativo.

O importante é mostrar que nem tudo pode ser aprendido na internet, por mais que ela tenha uma infinidade de coisas, significados e textos, não pode substituir os professores. Além de que a internet é cheia de ciladas, desinformações.

Contudo, os educadores podem trazer novas formas, eles podem substituir os antigos ensinamentos e apresentar o mesmo conteúdo, de uma nova maneira.

Ensino e Educação

O educador ensina o aluno a questionar, a desenvolver senso crítico, pelo diálogo. Ele ensina o aluno como identificar e trabalhar suas necessidades. Este é o elemento humano do afeto, de criação de espaços de voz e de escuta ao seu redor como um modo de vida.

O mesmo vale para a instigação da curiosidade. O educador pode estimular seu aluno a pensar em voz alta, assim como a promover auto reflexão, desafiando as suposições dos alunos por meio de comentários digitais ou interações presenciais, conectando-as a comunidades que podem fazer o mesmo.

A educação do século XXI é fornecer aos alunos competências para lidar com esse novo mundo. É ofertar a pratica de habilidades necessárias a cada um.

Com tantas informações prontamente disponíveis, as habilidades do século XXI se concentram mais em entender essas informações, compartilhá-las e usá-las de maneira inteligente.

– Criatividade;
– Pensamento crítico;
– Comunicação;
– Colaboração.

Esses quatro termos não devem ser entendidos como unidades ou mesmo assuntos, mas como temas a serem sobrepostos em todo o mapeamento curricular e planejamento estratégico. Eles devem fazer parte de todas as lições da mesma maneira que o letramento.

Criatividade é pensar nas informações de novas maneiras, estabelecer novas conexões e apresentar soluções inovadoras para os problemas.

Pensamento crítico é analisar informações, criticar e também reivindicar. Comunicação é entender as coisas, as mensagens de um modo que você consiga compartilhá-las claramente com outras pessoas.

Colaboração diz respeito ao trabalho em equipe e à genialidade coletiva de um grupo que é mais que a soma de suas partes.

Tecnologia digital

Embora a integração digital também seja fundamental para uma educação completa do século XXI, não basta simplesmente adicionar tecnologia aos métodos de ensino existentes. A tecnologia deve ser usada estrategicamente para beneficiar os alunos.

Os alunos são usuários cada vez mais avançados de tecnologia, mesmo quando entram na escola pela primeira vez. Portanto, isso geralmente significa estar aberto às possibilidades apresentadas, em vez de tentar ensinar e prescrever o uso de determinados programas.

Muitas “aulas de tecnologia” desconcertam as crianças, tentando ensiná-las sobre programas, sites e hardware que não são mais relevantes. Ou que, inclusive, elas já entendem e muito melhor do que o professor.

Aprenda com a gente

Somos uma Instituição de Ensino Superior. Possuímos cursos de Graduação, Pós-Graduação, Extensão Acadêmica e Treinamentos Corporativos. Não deixe de conferir nossos cursos e entrar em contato conosco caso haja alguma dúvida ou interesse.

Categorias: Educação

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.