Algumas tarefas demandam bastante foco, outras, nem tanto. Caso seja habitual que você esqueça do nome de alguém que acabou de conhecer ou que você tenha que reler várias vezes a mesma frase para entender o que texto traz, talvez você esteja com problemas de concentração.

Precisamos discutir, então, o que é concentração e por que é tão fácil de perdê-la. Além disso, é fundamental entendermos como recuperá-la para mantermos o foco e o nosso rendimento.

Estudar ou trabalhar são exemplos clássicos de tarefas que demandam foco. Por vezes, podemos nos deparar com nossa mente viajando sobre vários outros assuntos diversos.

A capacidade de se concentrar ou de manter o foco em uma tarefa, sem se importar com as distrações que sempre nos rodeiam, é vital para garantir uma performance de sucesso em qualquer área da nossa vida.

Para a Psicologia Cognitiva, a concentração pode ser definida como um foco de luz que nós apontamos para onde consideramos ser necessário e importante.

Esse foco pode ser tanto interno, quando a nossa imaginação flui, como externo, quando anotamos ou registramos algo que aprendemos.

A teoria dos focos trabalha com duas vertentes

A primeira vertente diz que não se perde a concentração, ela é apenas direcionada para outro lugar. Dessa forma, o nosso foco de luz sempre apontará para algo, por mais que não seja o ponto ideal.

A segunda vertente diz que sempre que nosso foco não ilumina o ponto correto, nós nos distraímos e nossa performance perde a qualidade. Por isso, se quisermos, de fato, nos concentrar, precisamos ficar atentos ao ponto onde colocamos a luz.

Nós sabemos que temos algumas limitações cognitivas e dificilmente aprendemos técnicas de concentração no trabalho ou na escola. No entanto, como otimizar o nosso foco?

5 dicas para manter a concentração

Muitos estudantes pensam que ler é a mesma coisa que estudar. Mas há uma diferença entre as duas ações. Quando estudamos, buscamos respostas para certas perguntas. Por isso, o estudo é uma atividade cognitiva bem mais complicada do que fazer uma leitura.

Ler pode ser um método de estudo, mas apenas quando tem um propósito: achar uma resposta. Dessa forma, pensar em perguntas a serem solucionadas, é uma forma de se concentrar por mais tempo.

Questionamento e Concentração

  1. Somos forçados a ler com mais atenção e perceber quais são as informações mais valiosas de um texto. O que é importante responde à pergunta;
  2. Perguntas servem para sabermos em que devemos dar atenção. Nossa mente tem menos chance de viajar em outros assuntos quando sabemos o que estamos procurando.

Rotina de Estudos

A segunda dica envolve a criação de uma rotina de estudo. Estudar sempre no mesmo horário e no mesmo lugar pode melhorar a nossa concentração.

Especialistas apontam que o processo de aprendizagem nada mais é do que um hábito. Dessa maneira, precisamos construir essa rotina, a fim de não nos distrairmos tão facilmente. Nesse momento, consistência e disciplina são palavras essenciais para ter se sucesso.

Uma rotina de estudos sólida apresenta dois benefícios principais

  1. Nossa mente associa o estudo com um local e um momento específicos. Por isso, por exemplo, não é vantajoso tentarmos estudar na cama, perto do horário de dormir;
  2. Nossos costumes vencem a inércia e a preguiça de estudar. Quando nos adaptamos a um esquema, faz sentido para gente. Assim, torna-se mais fácil, simplesmente, começar a fazer.

Blocos de Estudos

Não é porque existem maneiras de melhorar a concentração, que ela é eterna. Todos possuem limites de atenção, que devem ser respeitados, para que não haja fadiga e queda de rendimento.

Pensando nisso, a terceira dica para se concentrar por mais tempo sugere que o momento de estudo seja dividido em blocos.

Por exemplo, tente estudar por 50 minutos, com o menor número de distrações possível, como falamos, estudo é hábito: as distrações podem demorar para sumir. Em seguida, separe cinco minutos para rever o que aprendeu.

Para fechar uma hora, durante os últimos cinco minutos levante e faça qualquer outra atividade rápida. Repita esse ciclo mais algumas vezes.

Estudo e Memorização

A quarta dica sobre concentração está relacionada à nossa memória. O nosso corpo se lembra das situações que vivemos anteriormente. Dessa forma, para resolver uma questão ou responder uma pergunta, nossa mente pode voltar ao momento em que estudávamos para aquilo.

Assim, tome cuidado com o seu ambiente de estudo. Ele pode influenciar no seu resultado. Invista, por exemplo, em ambientes organizados e materiais que você conhece.

Nós nos lembramos do que estudamos mais rapidamente, quando recriamos os ambientes e as suas especificidades. Esses são detalhes simples, mas que podem fazer toda diferença.

Jogue fora técnicas que não funcionam

Por fim, a última dica para melhorar a concentração durante os estudos é sobre abrir mão de técnicas que não funcionam. Um exemplo delas é marcar textos ou sublinhar partes importantes.

Experimente, ao invés disso, fazer um sumário com anotações sobre as informações mais relevantes do material, por exemplo. Em outro momento de estudo, como no dia seguinte, esse índice será mais útil do que palavras marcadas. Pode-se fazer resumos e cartelas com conteúdo, mais facilmente.

Assim que fechamos os livros ou os cadernos, os trechos que iluminamos ou sublinhamos são fechados também. Provavelmente, teremos que ler tudo novamente, para entender o porquê aquelas marcações são importantes.

Como já falamos anteriormente, nós precisamos pensar ao estudar. Assim como apenas ler, marcar textos pode se tornar uma atividade robótica. O que não acrescenta em nada no nosso processo de aprendizagem.

Recompensas

Uma dica bônus para quem já se esforçou tanto até aqui é associar recompensas a cada objetivo de estudo alcançado. Por exemplo, ver um episódio de uma série ou ler mais um capítulo de um bom livro.

A ideia é que, por trás dos pequenos prêmios, os estudantes se sintam mais motivados a estudar e, consequentemente, acabem gostando, cada vez mais, da tarefa.

Se você gostou das dicas sobre como melhorar a sua concentração e não quer mais perder tempo sem estudar, acesse o nosso site e saiba mais sobre os cursos que nós oferecemos.


Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.