O dia 15 de junho foi oficializado, em 2011, pela Organização das Nações Unidas (ONU), como o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa. A data foi instituída, em 2006, por iniciativa da Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa (INPEA).

A tentativa da data é, assim, a de sensibilizar a sociedade para a questão de maus-tratos contra os idosos. Esse tipo de violência se tornou fenômeno universal e cresce a cada dia mais.

Então, para saber mais, leia o texto até o final!

Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa

No mundo todo, aumentam as notificações de agressões aos idosos, bem como aumentam as notificações desses casos. No Brasil, o Estatuto do Idoso, que foi aprovado em setembro de 2003 e sancionado pelo então presidente Lula, ampliou os direitos dos cidadãos com idade acima de 60 anos, os idosos. 

Conforme o Art. 3o do Estatuto do Idoso, “é obrigação da família, da comunidade, da sociedade e do Poder Público assegurar ao idoso, com absoluta prioridade, a efetivação do direito à vida”. Esse direito, assim como a data de hoje, diz da integridade do idoso. Quer dizer, de envelhecer com acesso à alimentação, à educação, à cultura, ao esporte, ao lazer, ao trabalho, à cidadania, por exemplo.

Assim, a data de hoje também chama atenção para as formas como a violência contra a pessoa idosa ocorre. O saber é a forma de poder identificar uma condição de mal trato.

Tipos de violência contra as pessoas idosas:

  • Abandono e/ou negligência: essa é a violência mais comum. O responsável pelo idoso deixa de agir quando preciso. Esse tipo de violência inclui, então, omissões e privações dos cuidados básicos para a saúde e para o bem-estar do idoso. A falta de proteção física, social e emocional, bem como negligências com higiene, vestuário, alimentação e com a administração de remédios, por exemplo.
  • Autonegligência: é a negligência, mas feita pelo próprio idoso.  
  • Violência psicológica: desprezar, agir com preconceito, humilhar, hostilizar, de modo verbal, gestual, bem como restringir liberdade, segregar e isolar o idoso, o que pode gerar intenso sofrimento psíquico.
  • Violência sexual: impor ao idoso, com ameaças, que ele faça parte ou veja atividades sexuais sem o seu consentimento.
  • Abuso econômico-financeiro e patrimonial: tentar usufruir, de modo ilegal, dos bens da pessoa idosa, convencer, intimidar, enganar quanto a seus propósitos.

Qualidade de vida do idoso

Nesta data, elencar a importância do zelo com a vida da pessoa idosa é primordial e, para além disso, que cada uma dessas pessoas é única e singular e que devem estar em cuidados multifatoriais. Então, para saber mais sobre alguns cuidados para a vida do idoso, leia a lista abaixo.

  • Alimentação saudável: este cuidado pode evitar doenças, bem como ajudar a preservar a saúde, pensando sempre de forma holística. O mais adequado é que o idoso vá ao nutricionista.
  • Prática de atividades físicas: diminuem os riscos de doenças, aumentam a mobilidade, assim como a disposição e saúde mental dos idosos. Além disso, evitam acidentes. As atividades devem ser feitas com profissionais da área.
  • Amplo convívio social: é de suma valia que o idoso esteja inserido no contexto social, que cultive relações, tanto com amigos quanto com a família e outras pessoas. Essa é uma das esferas mais básicas para que alguém se sinta cuidado, amado e junto ao seu meio social. É também um componente no tratar doenças, assim como serve para evitá-las.  
  • Exames de rotina: diz respeito à prevenir e atuar em alguma doença ou mal estar. Quer dizer, com doença ou não, o idoso deve ir em consultas médicas com frequência e fazer exames a mando do médico. Estar a par do seu corpo e aprender a ter uma relação de cuidado é de extrema valia.

Como denunciar agressão ao idoso

  • Disque 100: é o Disque Direitos Humanos, um serviço de proteção que oferece serviços, de graça, que funcionam 24 horas por dia, 7 dias por semana, inclusive em feriados. O Disque 100 recebe denúncias e dá orientações.
  • Aplicativo Proteja-se: O Proteja Brasil é um app, com a mesma central do Disque 100, que permite denúncias anônimas e seguras quanto a violência a idosos, assim como a outros grupos vulneráveis.
  • #HumanizaRedes: permite denunciar dentro e fora das redes. Ele notifica a Ouvidoria Nacional de Direitos Humanos, tendo a mesma central do Disque 100.
  • 190: é o número de telefone da Polícia Militar. A ligação é grátis e o número deve ser acionado em casos de socorro rápido.
  • 197: é o número de telefone da central de denúncias anônimas da Polícia Civil.

O cuidado com os idosos é, sobretudo, o cuidado com a integridade da pessoa humana. Acessar conteúdos que nos dê norte sobre questões básicas é uma forma de estudar sobre esses temas e, assim, melhorar a lida com a vida.

E é dessa forma que nossos cursos podem te oferecer saber e uma ótima formação. Então, entre em nosso site ou fale com nossos atendentes!

Categorias: Diversos

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.