Escolher uma profissão não é uma missão nada fácil. É preciso lidar com a insegurança, a indecisão diante de tantas possibilidades e as altas expectativas dos pais.

E agora, o que eu vou ser?

Quem nunca escutou a pergunta: “O que você quer ser quando crescer?”. Para uma criança, esse assunto parece bem mais simples. Uma escolha nova a cada semana. Mas no momento em que o vestibular bate à porta, a história é outra.

Ninguém decide por uma carreira do dia para a noite, e nem todo o estudante está preparado emocionalmente para isso. Poucas são as pessoas que sempre souberam o que queriam fazer. Logo, esse momento delicado envolve muita pressão e insegurança. Será que vou me dar bem na área? O que meus pais vão dizer? Isso dá dinheiro?

Ao mesmo tempo em que essa decisão demanda muito do estudante, ela não precisa ser nenhum bicho de sete cabeças. Para ajudá-lo a passar por essa situação com mais calma, fizemos uma lista para mostrar por onde você pode começar.

10 passos para você acertar na escolha de profissão:

1 – Tenha autoconhecimento

O autoconhecimento é fundamental para descobrir qual a carreira ideal para você. Sendo assim, analise suas características pessoais e o seu comportamento diante das mais variadas situações. Preste atenção aos seus valores, competências e habilidades.

Se você é uma pessoa mais aberta e extrovertida, pode ser que profissões na área de comunicação sejam uma boa. Possui facilidade com números? Talvez alguma engenharia ou programação seja o mais indicado.

Obviamente isso não é uma regra definitiva: ótimas notas em cálculo, logo escolha engenharia. Mas o ideal é que você consiga alinhar suas afinidades com sua carreira.

2 – Converse com profissionais da área

Nada melhor do que um profissional experiente para ajudar você a conhecer melhor o dia a dia de uma profissão. Por isso, pergunte sobre as atividades que compõem sua rotina, os desafios enfrentados, o perfil profissional, a remuneração e o campo de trabalho, se é aberto ou muito limitado.

Outro ponto de apoio é dar uma boa olhada na grade curricular. Verifique quais são as habilidades necessárias para o seu desenvolvimento profissional. Porém, ter as habilidades requisitadas não é garantia de sucesso na carreira e nem de satisfação pessoal. Você entenderá isso no próximo item.

3 – Escolha uma carreira que te deixe feliz

O que não falta no mercado são profissionais insatisfeitos. São pessoas que não levaram em conta suas afinidades e gostos pessoais na hora da escolha. Provavelmente o salário e influência dos pais pesaram na decisão.

De nada adianta você ser profissional com as habilidades técnicas e conhecimentos necessários se não sente prazer no que está fazendo. A chave para o sucesso é a satisfação com o seu trabalho, algo que você dificilmente terá se escolher uma carreira por status.

4 – Preste atenção nos seus hobbies

Você possui algum hobby? Pode não parecer, mas eles dizem muito sobre a carreira certa para você. Se leitura e escrita, por exemplo, fazem parte dos seus passatempos, vale a pena pesquisar pelo curso de direito. Por outro lado, se você gosta de tudo em ordem e é bom de matemática, cursos relacionados à gestão e administração é uma opção.

5 – Una interesses profissionais e pessoais

Quando levamos em conta nossa felicidade na hora de escolher a carreira, já é o primeiro passo em direção ao sucesso. Porém, não se pode negar a importância de uma boa remuneração, ainda mais se ter uma família está nos seus planos. Você vai querer oferecer a ela um estilo de vida pelo menos confortável.

Caso sua opção de carreira não proporcione o padrão de vida pretendido, há dois caminhos: você pode complementar a renda com outras atividades ou dar o braço a torcer e procurar por uma profissão que se adeque às suas necessidades financeiras.

6 – Estude o mercado e as novas tendências

Outro fator que você deve ficar atento é o mercado de trabalho da profissão almejada. É preciso pensar na sua remuneração no início de carreira e na procura por profissionais da área. Essa carreira está em alta ou saturada no mercado? É óbvio que a oferta e procura até a conclusão do curso irá mudar, mas é sempre bom ficar atento a essas questões.

Além disso, pesquise sobre as novas tendências. Veja se não há nada novo que interesse a você ou mesmo se o seu curso não está passando por transformações exigidas pelo mercado de trabalho. Por exemplo, há alguns anos o curso de marketing não estava tão em alta. Hoje, com a presença constante da tecnologia e de empresas buscando inovação, a necessidade de bons times de marketing tem crescido.

7 – Faça uma lista de prós e contras

Assim que você tiver uma ideia mais concreta dos tipos de curso que poderia fazer, tente montar uma lista com os prós e os contras de cada um. Leve em conta itens como grade curricular, infraestrutura da faculdade, matérias optativas e localização do campus. Tudo isso sem esquecer as suas habilidades e perfil comportamental.

8 – Procure orientação vocacional

Uma ótima forma de descobrir a profissão certa é a partir da orientação vocacional. Ela pode ser feita por um pedagogo, psicólogo ou coach. Dessa forma são realizadas entrevistas, questionários, testes de personalidade e intelectuais para determinar quais carreiras estão mais próximas dos seus interesses e capacidades.

9 – Frequente feiras de profissões

Se você busca uma forma de imersão em diferentes cursos, a fim de conhecê-los melhor, uma boa pedida são as feiras de profissões. Nesses eventos você consegue ter contato com vários estudantes e profissionais da área. Por isso, não é hora de ser tímido. Procure conversar com o maior número de expositores. Faça anotações e leve panfleto explicativo. Em algumas feiras é possível até realizar testes vocacionais e simulados, além de assistir a palestras.

10 – Visite faculdades

Você pode pesquisar sobre cursos na internet, mas se estiver disposto a uma busca mais aprofundada, a próxima opção é visitar algumas faculdades de sua preferência. Isso vai oferecer a você uma visão de como é a rotina de estudos e ainda lhe dará a oportunidade de trocar ideias com alunos e professores. Pergunte sobre os pontos fracos e fortes do curso, quais são atividades extracurriculares oferecidas e como é o apoio dos professores.

Como você pôde perceber a escolha pela carreira certa não precisa ser tão complicada. Se você tem curiosidade e quer saber mais sobre diferentes cursos, entre em nosso site e comece sua busca pela profissão ideal!

Categorias: Notícias

Leonildo Marques Silva

Diretor Geral da Faculdade Sensu - Diretor de Comunicação e Marketing do Instituto Lato Sensu – Sócio Proprietário da ALTI Serviços em Tecnologia da Informação - Professor da Educação Básica na Rede Pública do Estado de Goiás Licenciado em Ciências Biológicas pela UFG. Especialista em Análise Ambiental e Geoprocessamento pela UFG. Especialista em Perícia Ambiental pela PUC/GO. É aluno especial do programa de pós-graduação stricto sensu em Educação, Linguagem e Tecnologia – IELT/UEG. É membro do grupo de pesquisa em Didática (DIDATKÉ) na Faculdade de Educação da UFG.

0 comentário

Deixe um comentário

Avatar placeholder

O seu endereço de e-mail não será publicado.